Muita gente tem dificuldade de encontrar um lugar para consertar bicicletas na Zona Norte. No Espinheiro, recentemente a Galeria MauMau abriu uma loja voltada para esses serviços, a Bicicletaria Mapuche, mas há 12 anos o atleta e empresário Emmanuel Benning (Mané) mantém a Bike Terra na Avenida João de Barros (Avenida João de Barros, 1226B, Espinheiro). "Abri isso aqui porque era atleta e queria continuar envolvido nesse ambiente", explica.

Mané mantém uma lanchonete, que tem no açaí e guaraná do amazonas suas especialidades, e ao lado sua oficina, que tem um no experiente mecânico China uma figura importante. Sem placa na rua, muitos dos frequentadores de sua loja são ex-atletas que cruzaram com o ciclista nas provas de corrida de aventura, ciclismo de estrada, triatlon, mountain bike ou mesmo de outras modalidades como a corrida de rua ou a vela.

Foto: Divulgação/Federação Pernambucana de Ciclismo

Passar na Bike Terra é ver um pouco da história desse atleta nas paredes. Não é difícil cruzar com outros mecânicos ou atletas, que costumam ir lá para consertar as bicicletas ou apenas trocar uma ideia com o atleta. Experiente, Mané está vendo um movimento bastante grande no mercado das bicicletas no Recife, "veio essa onda das ciclofaixas, abriram muitas lojas pelo Recife e também muita gente começou a fazer freelancer. Então, o movimento chegou a aumentar, mas agora não está tão bom", diz, sobre o mercado.

Como atleta, aos 51 anos, Mané já pensa na aposentadoria. Quer encerrar sua carreira com uma prova longa e importante. Por enquanto, é apoiado pela loja paraibana Bike Tech Pepe e participa da vitoriosa equipe Terra de Santa Cruz, criada em 1999, para disputar o 1º Desafio Costa do Sol de Corrida de Aventura. Eles conquistaram sete campeonatos nordestinos e são referência de muitas das equipes que se formaram depois em Pernambuco na modalidade.

Foto: Eduardo Amorim/PorAqui

Para quem não sabe, corrida de aventura é uma modalidade esportiva surgida na Nova Zelândia, onde os competidores passam por desafios em diferentes modalidades (canoagem, bicicleta, corrida em terrenos acidentados). "Para passar quatro dias fazendo força a equipe tem de estar muito bem entrosada ou a pessoa tem que ser um soldado", explica o atleta. Quem consegue passar por tudo isso, certamente não terá dificuldades para superar também o momento difícil que a economia brasileira vive hoje em dia.

Por sinal, uma coisa que Mané afirma odiar é a competitividade entre os empresários. Ele troca informações sempre com o pessoal da Reciclo Bikes, loja que abriu recentemente no Mercado da Encruzilhada e deixa claro que seu objetivo não é enriquecer no comércio, mas sim manter-se e se sustentar no ambiente que sempre foi sua paixão.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: aflitos.espinheiro@poraqui.news