Quem anda pela Rua do Espinheiro, próximo à esquina com a avenida João de Barros, na lateral do supermercado Extra, precisa dividir o espaço com caminhões de carga estacionados em cima da calçada. Ou até mesmo se arriscar pela pista em meio aos carros para conseguir passar. Transeuntes e moradores do bairro contam que diariamente os veículos se atravessam por cima da calçada para descarregar os produtos sem a menor cerimônia. Além disso, um esgoto estourado deixa um terrível mau cheiro no local e também dificulta a passagem dos pedestres.

Morador do bairro, o empresário Glaydson Silva diz que passa todos os dias pela Rua do Espinheiro e encontra os veículos na calçada em qualquer horário. “Passo caminhando em direção ao trabalho e sempre tem caminhões, inclusive em horário comercial, que é proibido, atrapalhando o trânsito e ocupando toda a calçada ao lado do supermercado. Não só isso, da parte de carga e descarga do supermercado desce um esgoto muito sujo que fica fazendo poça na rua por onde as pessoas passam tendo que pular quando está com volume maior de esgoto, com sujeira e odor. É um absurdo que a Prefeitura não está olhando”, reclama.

O problema é antigo.

Como está a coleta seletiva na sua rua?

A comerciante Maria Regina Santos também se queixa da passagem no local. “Passo por aqui quase diariamente para vir ao supermercado ou à padaria e encontro esses caminhões pesados em cima da calçada. Já é difícil andar nesse calçamento esburacado do Recife com a minha idade, tenho quase 60 anos, imagine ter que ficar desviando dos caminhões subindo e descendo o meio-fio. Idoso sofre pra caminhar nessa cidade”, ressalta.

Procurado pela reportagem do PorAqui, o supermercado Extra emitiu nota informando que pauta suas ações no respeito à comunidade e que obedece todas as diretrizes de carga e descarga de mercadorias estabelecidas pela lei municipal. A loja disse que procura minimizar o impacto do seu processo de abastecimento com recebimento de caminhões maiores apenas à noite e, durante o dia, os menores. A rede informou ainda que sobre o esgoto estourado não tem conhecimento de vazamentos nas proximidades do estabelecimento.

Já a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) disse que o bairro é fiscalizado por rondas constantes com foco no estacionamento irregular, principalmente em cima das calçadas. Com relação à carga e descarga do supermercado, a CTTU informa que a loja possui lugar adequado para o estacionamento de caminhões e que os veículos estão terminantemente proibidos de ocupar a calçada. Haverá reforço das rondas na localização para coibir as infrações. A população pode solicitar a presença de um agente de trânsito na localidade sempre que houver flagrantes de irregularidade, através do teleatendimento 24 horas: 0800.081.1078.

Sobre a denúncia de esgoto estourado, a Compesa informou que enviou uma equipe à Rua do Espinheiro e não localizou qualquer ponto de obstrução na rede coletora da via. A companhia afirmou ainda que o sistema de esgoto se encontra funcionando normalmente.