Única jogadora de basquete brasileira a ter participado de cinco Olimpíadas (2000, 2004, 2008, 2012 e 2016), Adrianinha deixou a vida de atleta profissional após as Olimpíadas do Rio e já  assumiu uma nova missão na carreira: ser treinadora de basquete no Clube Náutico Capibaribe. 

Neste domingo (9), será a primeira vez de Adrianinha como treinadora em um jogo oficial. 

Ela está dando aulas do esporte para meninas de 8 a 15 anos na quadra de basquete do clube nos Aflitos. As aulas acontecem pela manhã e à tarde. 

“Eu participava de um projeto que tinha no Sesc, encerrei minha carreira e fiquei sem trabalho. Mas eu quis continuar trabalhando com crianças, e o Náutico me cedeu o espaço”, conta ela, que ainda se considera numa fase de transição entre a carreira de atleta e de treinadora.

(foto: Divulgação/Clube Náutico Capibaribe)

Atualmente, o Náutico tem quatro treinadores da modalidade. Adrianinha divide o trabalho com seu esposo Rinaldo Mafra, no Adrianinha Basquetebol Náutico. 

Sobre planos para o futuro, ela garante: “no momento, estou mais focada na base mesmo, em motivar e estar trazendo mais jovens para o basquete. É uma modalidade que já foi a segunda mais praticada no País e, tendo aqui um exemplo, acredito que podemos motivar muitas crianças a virem praticar o basquete”.

No masculino, Rildo Accioly é o treinador do adulto, e as escolinhas ficam com Neném Serrano, filho do histórico atleta e treinador alvirrubro Tonho Serrano. Na última sexta-feira (7), as meninas e meninos receberam os uniformes, pois este domingo (9) será de estreia na Liga de Integração do Basquete de Pernambuco.

Neném Serrano conta que o clube vem buscando patrocínio constantemente para poder profissionalizar o trabalho, mas que “hoje contamos bastante com as bolsas de estudo no Colégio Boa Viagem e, no ensino superior, as bolsas da Uninassau. Falta só um patrocínio para ter uma equipe profissional e emplacar torneios nacionais”, acredita.

Os interessados em participar das escolinhas de basquete do Náutico devem entrar em contato com a Secretaria do Clube, pelo telefone (81) 3243-7600. 

Para quem não é sócio do clube, os valores são R$ 110 (três aulas) ou  R$ 90 (dois dias). Os sócios pagam R$ 80 e ainda existe um desconto para estudantes de escolas públicas, que pagam R$ 60. Neném pode ser contactado pelo (81) 99989-2893.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: aflitos.espinheiro@poraqui.news e (81) 98173-9108 (WhatsApp)