Pelo menos cinco empreendimentos da Rua Marques do Paraná fecharão nesta sexta (14) e sábado (15) por conta da insegurança. Além dos dois assassinatos ocorridos no Espinheiro em 2017, inclusive o que ocorreu na Avenida João de Barros por volta das 23h30 de ontem, a preocupação deles é uma série de assaltos que tem ocorrido nas redondezas.

Porteiro de um dos imóveis da rua, Ailton Alves diz que “é muito raro ou talvez impossível encontrar uma loja ou comércio que não tenha sido assaltado aqui”.

Proprietário do petshop É o Bicho, Igor Gomes diz que “mesmo com todos os pedidos e solicitações que fizemos continua tendo assaltos e agora na Semana Santa nós nos unimos para fechar. Eu pretendia abrir no sábado, mas achamos melhor fechar por conta da segurança. O movimento da rua cai, com isso a rua fica deserta e tende a facilitar a ação dos criminosos”, explica.

(foto: Colaboração/Lorena Maniçoba)

Além da loja dele, confirmaram à reportagem do PorAqui que não abrirão suas portas no feriado e no sábado dois lava-jatos, a Doceria Simone Barros e o escritório Ecogreen Idéias Sustentáveis. Na Doceria, a gerente nos informou que o feriado é um período de grande movimento, já que muita gente encomenda doces para o Domingo de Páscoa. 

Todos os empreendimentos que estão se unindo já passaram por assaltos e alguns deles têm investido para aumentar a segurança. No petshop É o Bicho, uma reforma foi feita e implantada uma porta de vidro para que só tenham acesso pessoas autorizadas. 

Já na Ecogreen, depois de um arrombamento à noite foi implantado sistema de alarme eletrônico, contratado segurança profissional e sempre tem uma pessoa dormindo à noite. Proprietário do Lava-jato Nobreakar, João Florentino, acredita que uma prisão ocorrida no Rosarinho, pode ter diminuído os riscos à noite: "esse assaltante foi quem invadiu todas essas lojas aqui à noite", diz ele, que também não deve abrir na sexta e sábado, já que continua preocupado em relação aos assaltos durante o dia.

O PorAqui esteve na Delegacia do Espinheiro, mas não conseguiu contactar o novo delegado da área para saber que medidas estão sendo tomadas para investigar a onda de crimes na região. Contactada, na tarde desta quarta-feira (12), a assessoria de imprensa da Polícia Militar enviou nota afirmando que: "a denúncia foi encaminha ao comando do 13º Batalhão, que destacou que nesse feriadão, além da Patrulha do bairro que atua diariamente na área com recobrimento de motopatrulheiro e do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI), trabalhará com duas viaturas extras no combate ao assaltos e homicídios".

Atualização:  a reportagem foi atualizada às 23h15 desta quarta-feira.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: aflitos.espinheiro@poraqui.news