Kamila Alves tem 30 anos e, insatisfeita com sua atividade profissional, resolveu arriscar no mundo do empreendedorismo, desde 2014, com a criação de um brechó de roupas itinerante. Ano passado, a empresária apostou na ideia de montar um espaço físico que agregasse várias peças de produção local para venda.

Nasceu a Me Poupe Loja Colaborativa na Rua Conselheiro Portela, no Espinheiro (onde fica também a EVStore), que abriga 39 marcas pernambucanas entre vestuário, acessórios, objetos de decoração e utilidades para casa, antiguidades, plantas, papelaria e jóias artesanais.

Ela inaugurou também no mesmo endereço o sexshop É Fogo, que tem acessórios para casais de todos os tipos (gays, lésbicas, trans, héteros).

Moradora do Espinheiro, Kamila procura ter um estilo de vida simples e se preocupa em valorizar a economia criativa. “Minha ideia sempre foi movimentar a economia de forma diferente, por meio do consumo local e consciente porque tem a ver com minha formação de engenheira agrícola e ambiental, além da sustentabilidade”, diz.

Tamarineira concentra lojas de aviamentos e miudezas

 Na sua loja, a empresária, apesar de achar muitas marcas interessantes, destacou algumas. “A Oush trabalha com estamparia própria e confecciona suas peças. O preço médio de uma camisa masculina de botão é R$ 109,90”, afirma.

“A J3 é uma marca só de shorts muito legal. Também cria sua prórpia estampa e custa em média R$ 69,90. Tem também a Dona Quitéria com foco em modelagens maiores e uma camisa masculina sai a R$ 120. Vou destacar também duas marcas de acessórios bem interessantes e diferentes como A Cápsula (colar da foto acima), com trabalhos em resina e plantas naturais, com preço médio de um colar a R$ 35, e a SiKolarKolou, que trabalha peças em madeira pintadas à mão, ao custo médio de R$ 35 um brinco, por exemplo”, elenca.

Fotos: Vanessa Bahé

O PorAqui aproveitou que Kamila gosta de andar pelo bairro e garimpou peças usadas em brechós, economicamente mais acessíveis, e dicas de produtores locais. Ela destacou o da loja Etiqueta Verde, que fica no mesmo endereço da sua.

“Aqui na EVStore você encontra cada vestido lindo por uma média de R$ 40”, ressalta. Andando mais um pouco, na rua Afonso Batista, Kamila lembrou do brechó da loja colaborativa Cobogó. “Lá tem uma boa seleção de roupas usadas a um preço acessível onde você pode montar seu look com uma média de R$ 100. Assim como na Etiqueta Verde, também vende uma marca local que eu gosto muito do preço, a Zalika, com macaquinhos ou vestidos a R$ 59,90”, relata.

Também no Espinheiro, na Rua da Hora, a empresária ressaltou a Neto Criações, uma fábrica de sapatos do Recife há 27 anos no mercado. “Já comprei aqui e você encontra modelos legais a um bom preço, R$ 79,90”, completa.

Me Poupe Loja Colaborativa e É Fogo
EVStore (Conselheiro Portela, 417, Espinheiro)
Fone: (081) 98279-3159