Na Rua Marquês do Paraná, dois lava-jatos decidiram diversificar os serviços para enfrentar a crise e aumentar o faturamento. Assim, eles têm resistido à concorrência de quem é informal ou de pequenos empreendimentos como os da Rua Gomes Pacheco, também no Espinheiro, na Zona Norte.

No Nobreakar, quem está com problema na lataria do veículo pode aproveitar para tirar pequenas mossas ou mesmo fazer serviço de lanternagem. O serviço custa a partir de R$ 40, mas o proprietário João Oliveira explica que “dependendo da quantidade de pontos amassados, podemos fazer um pacote e diminuir para R$ 30 ou até R$ 25, cada”.

Nobreakar tem serviço de lanternagem e desamassamento sem pintura, conhecido como “martelinho de ouro” (foto: Eduardo Amorim/PorAqui)

Expansão

João comprou o lava-jato há quatro anos. Ele ainda pensa em expandir e passar a oferecer também a troca de óleo no Nobreakar. Um pouco mais próximo da Avenida Norte, Rodrigo Conolly Gomes administra o Multijato. Lá, além da lavagem de veículos, são oferecidos serviços como limpeza de escape e cristalização dos vidros.

Rodrigo, que é dono do lava-jatos há mais de 10 anos, pensa em voltar a oferecer o aluguel da garagem à noite, mas explica que só viabiliza esse tipo de serviço fechando com um condomínio próximo , uma empresa privada ou um grupo a partir de cinco ou seis veículos.

O orgulho dele é a qualidade no serviço da sua empresa, que faz com que muitos proprietários de carros caros, como Porsche ou BMW, procurem o local, segundo o proprietário da Multijato. Já na cristalização dos vidros, ele pessoalmente realiza os serviços para garantir a qualidade, argumenta.