Apesar de ser um bairro de passagem, o Espinheiro sempre foi tido como uma das regiões mais seguras do Recife para morar ou empreender. A situação tem mudado com o crescente número de homicídios no Estado e uma onda de assaltos que preocupa muitos comerciantes. Por volta das 23h30 da última terça-feira (11), foi assassinado um homem no cruzamento da Rua do Espinheiro e Avenida João de Barros.

Wellisson Lima Ferreira de Carvalho, de 30 anos, levou cinco tiros de pistola. Ele ainda tentou fugir, mas não resistiu. Segundo informações do Jornal do Commercio, a vítima estava dentro de um Gol, de placa KGD4385, quando dois homens se aproximaram em uma moto e efetuaram os disparos. Em fevereiro, um outro homem identificado como Didi, foi morto a facadas na esquina das ruas da Hora e 48. A TV Jornal fez reportagem sobre o caso e segundo testemunhas ele atuava como flanelinha nos bares e restaurantes daquela área. 

Os comerciantes de uma rua do Espinheiro, a Marquês do Paraná, estão se organizando para fechar as portas nesta sexta e sábado, com medo da insegurança durante o feriado. A Polícia Militar prometeu aumentar o policiamento: leia aqui!

(foto: Reprodução/TV Jornal)

A reportagem do PorAqui tentou contato com a Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa e com a assessoria de imprensa da Secretaria de Defesa Social, no entanto não conseguimos resposta. Na Delegacia do Espinheiro, também estivemos procurando informações, mas o comissário de plantão informou que o delegado Paulo Berenguer assumiu recentemente o posto e que o caso deve mesmo ficar sob responsabilidade da 2ª Delegacia do DHPP.

Cozinheiro do Caldinho do Leo, Leonardo Mendes, disse que o crime aconteceu pouco antes de fechar seu bar. “Os clientes ainda correram para ver, eu estava trabalhando e fiquei aqui”, disse ele. O motorista teria seguido dirigindo por alguns metros e o carro ficou parado próximo à parada de ônibus da João de Barros. O comerciante não sabia de outros homicídios no bairro. Além das duas mortes ocorridas desde fevereiro, Ismael Valdeci da Silva foi assassinado no Posto Ipiranga da Rua do Espinheiro em abril do ano passado.

Desde seu lançamento, o PorAqui tem acompanhado uma série de assaltos ocorridos nas proximidades da Marquês do Paraná e fez reportagem sobre os assaltos à Irmandade das Almas do Recife e ao Oratório de São Miguel do Arcanjo.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: aflitos.espinheiro@poraqui.news