O escritor Raimundo Carrero informou aos amigos e alunos das suas oficinas literárias neste sábado (1º de abril), por volta das 10h da manhã, que já está em casa, depois de ser hospitalizado e adiar alguns compromissos que teria durante a última semana. Nesta segunda-feira (3), ele voltou ao Facebook e disse que ainda não está em condições de retornar às aulas no Centro Cultural Raimundo Carrero.

Um dos mais premiados escritores brasileiros, Raimundo Carrero sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) em 2010, dois meses depois de vencer o Prêmio São Paulo de Literatura pelo romance "A minha alma é irmã de Deus". Durante sua recuperação, escreveu um dos seus livros mais premiados: "Tangolomango", que começou sendo ditado à sua terapeuta ocupacional e depois passou a ser digitado com apenas um dedo.

As experiências neste período de recuperação do AVC geraram também uma "quase memória", expressão criada por Carlos Heitor Cony que é utilizada por Carrero para explicar o livro "O senhor agora vai mudar de corpo". Nascido em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, hoje o escritor tem mais de 20 livros publicados.

Já de volta a praticamente todos os seus afazeres normais, ele abriu no fim do ano passado o Centro Cultural Raimundo Carrero, no Espinheiro. Na segunda-feira passada, no entanto, o autor voltou a ser internado e saiu do hospital após cinco dias neste sábado (1º de abril).

Centro Cultural Raimundo Carrero | Avenida João de Barros, 1468, Sala 108

"Atualizado nesta segunda-feira, 3 de abril, para atualizar a situação do escritor Raimundo Carrero"


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: aflitos.espinheiro@poraqui.news e (81) 98173-9108 (WhatsApp)