Com a interdição do Estádio Eládio de Barros Carvalho, o Clube Náutico Capibaribe deixou de sediar treinos e jogos de futebol americano. Duas equipes que tinham parcerias com o time alvirrubro ainda estão tentando se adaptar à nova realidade para treinar, enquanto a Federação Pernambucana de Futebol Americano fechou uma parceria para realizar as partidas do Estadual em Olinda.

No último dia 2, a partida entre Recife Horses e Recife Pirates foi realizada sem a tradicional narração e algumas outras atrações que cercam os jogos de futebol americano, no Estádio Grito da República, por conta das chuvas que caíram na Região Metropolitana do Recife. No próximo dia 23, o mesmo estádio olindense será palco da primeira partida entre Recife Horses e Recife Mariners, duas equipes que costumavam treinar nos Aflitos.

(Foto: Ellen Carvalho/Divulgação)

"Atualmente treinamos na Polícia Militar, no Quartel do Derby, nos domingos pela manhã. Por conta de problemas elétricos não estamos podendo treinar durante a noite lá. Então, estamos usando o Centro de Treinamento do Pina para as práticas noturnas (próximo ao Beachclass). Foi um pouco mais complicado, porque agora temos que arcar com custos extra e também nossos atletas são espalhados por todo o Recife, então tem gente que mora em Olinda e ficou um pouco mais difícil para se deslocar até a Zona Sul", explica Julio Miceli, Diretor Administrativo do Recife Horses (antigo Náutico Horses).

Ele não tem muita expectativa de voltar a treinar, utilizar os Aflitos para seus jogos ou refazer a parceria com o Timbu, já que “sendo bem sincero, a única possibilidade disso acontecer é com uma mudança da gestão”. Julio também lembra que mesmo antes da saída da equipe do estádio a ideia era que quando o futebol do Náutico voltasse não teria mais espaço dos Aflitos para os esportes amadores, mas ele garante que o Recife Horses está sempre aberto.

(foto: Divulgação/Recife Mariners)

Running back do Recife Mariners, Lucas Adolfo acredita que a parceria iniciada em 2013 e que terminou apenas no início de 2017, "com certeza movimentou o Náutico porque chegamos na época em que os Aflitos estava na baixa". Ele lembra que na época a ideia dos dirigentes do clube era utilizarem cada vez mais o Centro de Treinamento da Macaxeira para os treinos do futebol e a Arena Pernambuco para as partidas.

Mas o atleta não está tão distante do bairro dos Aflitos. O Mariners conseguiu alugar o campo do Colégio Americano Batista, na Boa Vista. Além disso, Lucas e sua namoradada Giulia Rovielo iniciaram recentemente duas turmas de alongamento, voltadas especialmente para idosos que são grande parte da população dos bairros dos Aflitos e Espinheiro. Formado em Educação Física, ele é responsável pelas turmas da manhã nesta iniciativa, que é realizada nas segundas e quartas. Saiba mais: aqui.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: aflitos.espinheiro@poraqui.news