Quem passa pela Av. João de Barros e vê a Mercatto Papeis e Mimos nota que tem alguém diferente tocando aquele pequeno empreendimento. As hashtags estão na parede: #EspinheiroTemDeTudo, #InteraçõesHumanasIntervençõesUrbanas, #VejoFloresEmVocê. A arquiteta e urbanista Gisele Lourenço conversou com o PorAqui e explicou um pouco dessa história.

Nascida no Rio de Janeiro, ela está há 16 anos em Pernambuco e, nos últimos três, apaixonou-se pelo Espinheiro. A própria história da lojinha que ela toca confunde-se com esse carinho. Moradora, na época, do prédio ao lado, ela soube que a papelaria iria ser derrubada e viraria um estacionamento.

Sem acreditar que o segredo que guarda na parte de trás do imóvel seria perdido, decidiu então descer e conversar com o proprietário do imóvel. Acabou comprando um negócio. 

(fotos: Eduardo Amorim/PorAqui)

Recentemente, picharam a fachada da Mercatto, mas Gisele não desiste: decidiu convocar algumas idosas para pichar por cima e já começou a colocar algumas flores para impedir que a ação aconteça de novo. Hoje Gisele sonha em movimentar a papelaria, trazer aulas de artes e produtos para artistas e arquitetos passarem a procurar mais o espaço. 

No futuro, a ideia é abrir esse quintal para festinhas ou eventos que sejam de interesse dos vários grupos que convivem no Espinheiro. "Na sua próxima visita, prometo lhe mostrar o meu quintal", diz.   

A urbanista curte a sombra das árvores do "bairro ecológico", mas acha que poderia ter ciclovias e outras alternativas para as pessoas saírem do bairro sem enfrentar o trânsito caótico. Por outro lado, "a pessoa mora aqui, tem opções de escola, consome aqui e isso é um incentivador para o comércio local". 

Gisele só sente falta de ações articuladas e de um coletivo que se reúna para pensar e discutir melhorias para todos. Ela inclusive diz que o espaço da Mercatto está disponível para essas reuniões.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Baixe agora o app gratuito e cadastre-se: Android e iOS

Sugestões e colaborações: aflitos.espinheiro@poraqui.news