Está preocupado com a violência no nosso bairro? Acha que a Estrada de Aldeia merece um cuidado maior? Fica incomodado com a falta de coleta seletiva de lixo? Sente falta de informações sobre as agressões ambientais cometidas em Aldeia e sobre o que é feito para evitá-las?

Pois saiba que existe um grupo que se reúne quinzenalmente para trocar informações e discutir todas essas questões (além de muitas outras), em busca de soluções e parcerias para preservar o que ainda existe de pacato e prazeroso em morar em Aldeia.

O Fórum Socioambiental de Aldeia (FSaA) é formado por moradores interessados nos assuntos da comunidade e, quanto mais gente participar dele, melhor para todos. Segundo seu atual presidente, Herbert Tejo, “o Fórum é um espaço aberto a todos, não tem fins lucrativos, é apartidário e tem como objetivo identificar formas de melhorar a qualidade de vida aqui em Aldeia, criando grupos de discussão, buscando parceiros e se articulando com o poder público”.

Acrescenta que “hoje, mais do que nunca, a participação da comunidade é imprescindível para a transformação da realidade, seja no âmbito do país, do município ou do bairro onde vivemos”.

Herbert Tejo
Herbert diz que a participação social pode mudar a realidade. Foto: Ludmila Portela

O FSaA existe há 15 anos, com importante atuação em todas as grandes questões que afetam Aldeia. Preocupado com a segurança, por exemplo, criou um grupo no WhatsApp chamado Comunidade Conectada, integrado por seus membros efetivos, secretários municipais, Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal e empresas privadas prestadoras de serviços em nossa região, como Celpe, Compesa e provedores locais de internet para comunicação das principais ocorrências do dia a dia da comunidade.

O Fórum também encabeçou a inclusão de Aldeia no programa De Olho na Rua – desenvolvido pela Secretaria de Defesa Social do Estado (SDS) e o Sindicato de Habitação (Secovi-PE). Por meio de uma rede de radiocomunicação que interliga os condomínios de Aldeia com o Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciods), da SDS, a comunidade atua de maneira proativa na prevenção e combate ao crime.

Indo mais além, o Fórum criou o De Olho em Aldeia, programa que prevê a instalação de postes de videomonitoramento multisserviços nas principais rotas de fuga da região. As imagens, da mesma forma que a voz transmitida pelo rádio, serão transmitidas para o Ciods, o 20o BPM (Batalhão de Polícia Militar) e para a Central de Monitoramento da Prefeitura de Camaragibe, que está sendo revitalizada na sede da Guarda Municipal.

Outro grande projeto do Fórum é a Estrada Parque, que propõe humanizar a PE-27 com arborização e instalação de ciclovias e calçadas (veja matéria no PorAqui). Além disso, há vários grupos de trabalho dedicados a discutir encaminhamentos para temas específicos, como o parque que ficou conhecido como Espaço Saber (km 10), o combate às queimadas e incêndios florestais, a coleta seletiva de lixo e processo judicial contra a construção do presídio de Araçoiaba, entre outros.

Para saber mais e participar dos destinos da comunidade, é só comparecer a uma reunião do Fórum Socioambiental de Aldeia, que se realiza todas as primeiras e terceiras terças-feiras de cada mês a partir das 19h no Clube dos Oficiais da Polícia Militar, no km 6 da PE-27.