Aos 11 anos de idade, Vitória Roberta é uma menina magrinha, tímida e sorridente que sonha em ser oftalmologista quando crescer. Estudante do 6º ano da Escola São José, no Vera Cruz, em Aldeia, ela recebeu recentemente uma notícia que trouxe um novo estímulo para sua vida. Com uma nota de 7,85, ela foi a única aluna da rede municipal de Camaragibe a ganhar medalha na Olimpíada Brasileira de Astronomia. O resultado saiu em setembro e a conquista da medalha foi um prêmio também para a Escola, que adotou recentemente a metodologia de Escola da Escolha.

Vitória com Elany, a professora orgulhosa
Vitória com Elany, a professora orgulhosa

“Quando a diretora me chamou para dar a notícia eu estava abaixada amarrando meu sapato e pensei logo que tinha feito alguma coisa erra”, diverte-se Vitória. “Mas era para contar que eu tinha conseguido esse resultado. Foi uma alegria muito grande, eu não esperava”. Modesta, ela revela que nem é muito estudiosa, mas presta muita atenção às aulas.

Sua matéria preferida é Ciências e a professora favorita é Elany Bezerra, de Ciências, claro, que não contém o orgulho de sua pupila. Ela conta que a turma toda ficou bastante animada com o desempenho de Vitória e que a grande expectativa agora é com a instalação, na escola, de um Clube de Astronomia, daqui para o fim do ano, fruto de uma parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco.

“Este ano tivemos aqui uma experiência muito interessante de lançamento de foguetes feitos de material reciclado com a ajuda do pessoal da Rural. A parceria deu certo e vamos ter esse clube aqui por um tempo, com telescópios e tudo. O interesse das crianças pelas ciências aumenta e a gente pretende ampliar a participação na Olimpíada de Astronomia para toda a escola”, anima-se a professora.