Finalmente teve início a construção da rotatória de acesso ao Camará Shopping, no km 0,6 da PE-27, área de Camaragibe que dá acesso também a Aldeia. Prevista, inicialmente, para ficar pronta antes da inauguração do shopping, em 17 de abril, a obra só será concluída em seis meses. A justificativa da Prefeitura de Camaragibe é de que o atraso se deu por conta da burocracia, que teve que seguir as fases de elaboração de projeto, análise de projeto pelo DER e licitação.

Bifurcação, para que desce a ladeira, entrar em direção ao shopping
Bifurcação, para que desce a ladeira, entrar em direção ao shopping

Transtorno

Enquanto a rotatória não fica pronta e o fluxo de automóveis aumenta consideravelmente com os clientes e funcionários do shopping, os moradores de Aldeia estão apavorados, pois hoje a ladeira já fica engarrafada em diversos horários do dia.

“Quando abrir o shopping, a ladeira de Aldeia vai ficar intransitável, pior do que já está. Hoje em dia eu perco uma hora do meu dia só pra subir e descer. Está horrível”, lamenta a psicóloga Manuela Leão, que tem que sair de Aldeia diariamente durante a semana e termina decidindo o caminho que vai tomar de acordo com os aplicativos de trânsito. “Uma alternativa que temos ainda é a Estrada dos Macacos, mas com o problema das obras na BR-101, também está um caos”, diz .

Planta da obra nas imediações do Camará Shopping
Planta da obra nas imediações do Camará Shopping

Ricardo Germano, morador do Sete Casuarinas, trabalha na Ilha do Leite e diz que diariamente “faz o pior trajeto da Região Metropolitana”, pois leva uma hora e meia para percorrer os 23 quilômetros que separam sua casa do escritório. “Se já estamos nessa situação caótica, as coisas vão piorar ainda mais. Não precisamos apenas de uma rotatória, mas de um planejamento e ações objetivas de mobilidade. O problema não é local, é de fluxo contínuo”, cita. “Logo depois dessa rotatória do shopping temos quatro semáforos que poderiam também ser rotatórias para não causar a retenção no trânsito que há hoje”.

Já o motorista de Uber Rafael Dias mora há 16 anos em Aldeia e nunca viu tanto congestionamento. “Antes era só em determinados horários; agora é todo dia e toda hora. O que eu acho é que a Prefeitura devia ter exigido do shopping um plano de mobilidade e um investimento maior naquela área até o Parque de Camaragibe. Deveria haver um viaduto ali no parque, onde tem a entrada para quem vai para a avenida Caxangá. Assim haveria a eliminação do semáforo e a liberação do trânsito. Essa rotatória só vai funcionar se houver outras obras dando suporte, inclusive com o alargamento de algumas ruas”, sugere.

Qual a solução para o trânsito do km 7 da Estrada de Aldeia?

R$ 1,4 milhão

De acordo com o secretário de Mobilidade Urbana e Segurança Cidadã, Daniel Meira, quase 36 mil veículos circulam por dia na PE-027, daí a importância da rotunda no entorno do shopping. A estimativa, diz ele, é de que o empreendimento chegue a atrair cerca de 200 mil pessoas por mês.

No km 4,5 a rotatória está ainda mais atrasada
No km 4,5 a rotatória está ainda mais atrasada

Orçada em R$ 1,4 milhão, a obra compreende ainda a outra rotatória, a do km 4,5 da Estrada de Aldeia, que dá acesso à Estrada dos Macacos (e liga Aldeia à BR-101). Desde que foi inaugurada a pavimentação da Estrada dos Macacos, em setembro do ano passado, o terreno onde vai construída a rotatória foi desocupado e limpo (ver foto), mas até agora não se viu nenhuma movimentação de operários.

Segundo o secretário de Serviços Públicos e Infraestrutura, Silvano Queiroz, a rotatória que dá acesso ao shopping será feita em primeiro lugar por conta do impacto que o empreendimento trará ao trânsito. Mas a do km 4,5 também já está licitada e será iniciada em breve.