Diferente do que diz a lenda – que suas flores só brotam a cada 50 anos –, os baobás florescem todos os anos. O que está plantado há mais de 20 anos no condomínio Bosque Águas de Aldeia, no km 16 (Paudalho), esteve muito doente, perdeu um de seus dois troncos, mas graças à dedicação de um grupo de moradores, sobreviveu e está em plena floração depois de dois anos sem botar flores.

Xodó dos moradores do Bosque, o baobá tem cerca de 22 anos e dois metros de altura
Xodó dos moradores do Bosque, o baobá tem cerca de 22 anos e dois metros de altura

“O nosso baobá é o xodó do condomínio”, conta Ana Chen, geógrafa e moradora do Bosque há 15 anos. “Uns quatro anos atrás ele apareceu doente, com as extremidades muito escuras, e nós ficamos muito preocupados”. Segundo ela, não se conseguia identificar de que fungo se tratava, mas finalmente um tratamento foi sugerido por um especialista norte-americano e deu certo.

Bonsai: a arte de plantar árvores em miniatura

A receita é simples, mas tem que ser seguida em longo prazo: deve-se plantar capim santo e jogar alho triturado ao redor da árvore. “Temos feito isso e ele tem reagido bem, até nos presentou com essa floração. É um vencedor! Mas não podemos baixar a guarda, pois já notamos que se passamos um tempo desatentos, ele volta a adoecer”, explica Ana.

Hoje com cerca de dois metros de altura, uma flor aberta e outros três botões, o baobá do Bosque é considerado o símbolo do condomínio e tratado com muita dedicação pelos condôminos. Há pouco tempo ganhou a companhia de uma muda da mesma espécie, com cerca de seis anos, que foi doada por uma moradora e plantada no jardim externo do condomínio.