Muitas vezes uma pessoa com transtorno mental ou algum tipo de dependência química sofre tanto com a doença que não consegue sequer expor seus sentimentos e pedir ajuda. Com essa constatação, vinda de um caso em sua própria família, o advogado Carlos Fernando Lopes de Oliveira resolveu dedicar a vida a ajudar pessoas com problemas mentais e emocionais.

A Novo Nascer, clínica criada por ele e alguns familiares em Aldeia, é certificada como instituição hospitalar, mas mais parece um clube, com dois hectares de área verde onde o sossego se alia ao tratamento, minuciosamente planejado para que o paciente se sinta acolhido e bem tratado.

O casarão onde ficam internados os homens na clínica, com capacidade para 40 pessoas
O casarão onde ficam internados os homens na clínica, com capacidade para 40 pessoas

Criada em 2013, a Novo Nascer ocupa um terreno na Estrada da Mumbeca em que funcionam dois casarões separados, um para o público masculino e o outro para as residentes do sexo feminino.

A clínica, hoje, abriga 60 pessoas em regime de internamento (voluntário, involuntário e compulsório), e também oferece atendimento de hospital-dia e consultas ambulatoriais. Para lá vão pessoas dependentes de álcool e outras drogas e também as que sofrem de transtornos emocionais como depressão, bipolaridade, transtorno de personalidade borderline (TPB), entre outros.

Unate oferece capacitação em terapias complementares

Lá os pacientes internados recebem toda a assistência médica e psiquiátrica, tratamento medicamentoso, cinco refeições por dia e participam de atividades físicas, terapêuticas e ocupacionais. Mas o principal é a atenção que recebem dos profissionais.

Empatia

A área de lazer e para práticas esportivas, com bastante verde
A área de lazer e para práticas esportivas, com bastante verde

“Desde o nosso primeiro dia assumimos como missão tratar integralmente o paciente para reabilitá-lo, tendo como prioridade o tratamento humanizado. A gente sabe que quando uma pessoa chega aqui, seja voluntariamente, seja trazida por algum familiar, ela está sofrendo. Queremos que ela sinta que aqui é um local acolhedor e que ela terá toda a atenção que precisa para superar esse momento de dor. Daí reforçarmos todos os dias, com nossos profissionais, o valor da empatia”, explica Carlos Lopes.

Segundo ele, o grande diferencial da Novo Nascer em relação à maioria das casas que se propõem a trabalhar com reabilitação, é que aqui o foco é a saúde mental do paciente, não somente a assistência social.

“Nós dedicamos atenção individualizada a cada paciente, observamos até se ele dorme ou se tem insônia à noite, ministramos medicamentos prescritos por médicos especificamente para cada caso e nosso desejo é de que o paciente volte a fazer planos para sua vida. Buscamos também integrar terapias complementares como bioenergia, terapia cognitivo-comportamental e meditação. São práticas que ajudam a remover tensões ocultas, muitas delas difíceis até de serem verbalizadas pelos pacientes”.

Carlos Lopes
Carlos Lopes ressalta que o foco da Novo Nascer é na saúde mental do paciente

No quadro de pessoal da clínica estão mais de 100 profissionais, entre os quais oito clínicos em regime de plantão 24 horas; três psiquiatras que se revezam no atendimento de domingo a domingo; seis psicólogos que tratam não só dos pacientes, mas também dos familiares deles; enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, farmacêuticos, terapeutas ocupacionais, conselheiros e monitores.

Para situações de urgência, há uma sala preparada para realizar procedimentos em caso de parada cardiorrespiratória e um convênio com empresa de remoção hospitalar, que dispõe de UTI móvel.

A casa das mulheres, atualmente com 20 leitos, também será ampliada
A casa das mulheres, atualmente com 20 leitos, também será ampliada

Ampliação

Ainda de acordo com o presidente e fundador da clínica, a demanda pelos serviços psiquiátricos vem crescendo a cada dia, e a Novo Nascer, que é conveniada com vários planos de saúde, trabalha atualmente com fila de espera. Por isso, ainda neste semestre, ele pretende colocar em prática um projeto de ampliação que aumentará para pelo menos 180 o número de leitos ofertados.

Carlos Lopes conta que a escolha por Aldeia como sede de sua clínica se deu principalmente pelo sossego que encontrou na região, o ambiente mais próximo da natureza e os amplos espaços que ainda podem ser encontrados por aqui. “Aldeia é um lugar onde o paciente ainda consegue se desconectar do ritmo de vida que tinha lá fora e, para quem está perdido entre tantos barulhos internos, nada como o silêncio e os sons dos pássaros e das cigarras”.

Clínica Novo Nascer
Rua Cristine Albert, 752 (Estrada da Mumbeca), Aldeia, Camaragibe
(81) 97316-3700
Facebook: https://www.facebook.com/novonascer/