A maior feira do artesanato da América Latina, Fenearte, começa nesta quarta-feira (4) e lá estarão também artistas de Aldeia. O PorAqui encontrou três delas: Solange Milet, Verônica Travassos e Kássia Araújo. Conheça um pouco do trabalho delas:

Solange Milet participa da Fenearte desde 2005
Solange Milet participa da Fenearte desde 2005

Desde 2005, Solange Milet participa da Fenearte com estande individual. Suas peças são em diversos materiais e estilos, mas este ano levará apenas as cerâmicas e os mosaicos, sempre procurando utilizar matéria-prima local.

Solange Milet tem peças em cerâmica e mosaico
Suas peças são em cerâmica e mosaico

Ela já tem ponto de venda fixo nos centros de artesanato do Marco Zero e de Bezerros e adianta que tem clientes fiéis em vários estados. Para ela, “a Fenearte é uma oportunidade de dar visibilidade a suas peças e sempre um bom momento para fechar negócios”.

Instagram: @solangemilet

Verônica mostra suas colchas feitas em fuxico
Verônica mostra suas colchas feitas em fuxico

Verônica Travassos, especialista em fuxico e ponto de cruz, participa pela primeira vez da Fenearte e não disfarça a ansiedade. “Me preparei bem, estou com um estoque legal, mas como é minha primeira vez, não sei se tenho muito material ou pouco. Se for pouco, a gente corre e faz mais”, brinca. Segundo ela, os destaques são as colchas de fuxico e os bate-mãos, que são como aventais e têm grande saída.

As cores fortes dão um charme às colchas
As cores fortes dão um charme às colchas

No instagram: @_pontodeartesanato (em construção)

Kássia especializou-se na arte do crochê
Kássia especializou-se na arte do crochê

Já a jornalista Kássia Araújo criou a marca Fervo – Crochê e Estilo e produz peças utilitárias, de decoração e acessórios coloridos. “Eu faço de tudo no crochê, caminho por várias vertentes: faço bonecos, brinquedos, colchas, cachepôs, mantas e muito mais. São produtos que vão de R$ 10 a R$ 600 reais, tenho uma variedade realmente imensa”, conta.

São produtos de todos os preços e tamanhos
São produtos de todos os preços e tamanhos

“Uma amiga me incentivou a participar da Fenearte e eu resolvi encarar o desafio. Comecei a produção em janeiro e minha expectativa é de que vou vender tudo, vou voltar com as mãos abanando”, alegra-se Kássia. Segundo ela, as peças têm desenhos de sua autoria e algumas são inspiradas na arquitetura de cidades do Sertão pernambucano.

Kássia também tem peças utilitárias
Kássia também tem peças utilitárias

A Fenearte começa nesta quarta e vai até o dia 15, no Centro de Convenções, em Olinda, reunindo artesãos de todo o país e também internacionais. Em sua 19ª edição, a feira este ano homenageia Mestre Salustiano, artista múltiplo falecido em 2008, um dos precursores do Mangue-beat e referência das manifestações musicais e culturais de Pernambuco.

No insta: @fervoestilo