Mais de 5 hectares de área desmatada e 62 aves silvestres criadas ilegalmente foram flagrados pela CPRH em Aldeia na quarta-feira (22) passada. Ainda sem um balanço detalhado da dimensão da operação, a assessoria de imprensa da agência informou que as autuações e multas estão sendo processadas e os responsáveis serão punidos. As 62 aves silvestres  resgatadas e levadas para o Cetas Tangara, também em Aldeia, onde serão reabilitadas e readaptadas à natureza.

Centro em Aldeia acolhe, trata e reabilita animais silvestres machucados ou ilegais

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da CPRH, nas últimas semanas o órgão havia recebido vinte denúncias envolvendo derrubadas de árvores em áreas dentro da APA Aldeia-Beberibe. Na última quarta-feira, com o apoio de agentes do Cipoma (Polícia Militar) e Depoma (Polícia Civil), uma equipe do órgão conseguiu chegar às propriedades onde estava havendo desmatamento. Duas dessas áreas foram identificadas previamente por imagens de satélite, e a terceira só foi localizada durante o deslocamento das equipes, somando mais de cinco hectares. Sem acrescentar maiores detalhes, a CPRH adiantou que uma dessas áreas fica em frente ao Aldeia Shopping, no km 4,5, e outra em Chã de Cruz.

Os pássaros apreendidos foram levados para reabilitação no Cetas Tangara
Os pássaros apreendidos foram levados para reabilitação no Cetas Tangara

Segundo nota da entidade, “os proprietários serão autuados pelo órgão ambiental por supressão de vegetação nativa da Mata Atlântica sem autorização”. Já em relação aos pássaros apreendidos, a agência informou que “entre as espécies há canários, galos de campina, papa-capins, sibitos, curiós, concrizes e sabiás”.