Encravada dentro de uma área de proteção ambiental legalmente constituída, a APA Aldeia-Beberibe, a região de Aldeia povoa o imaginário de quem não mora aqui como um lugar pacato, bonito, arborizado. Quem mora aqui há muito tempo, ainda guarda na lembrança uma Aldeia de clima agradável, tranquila, verde e bucólica.

Infelizmente, a realidade hoje é bem outra. A região está muito maltratada, tanto pelos poderes públicos quanto pela comunidade. Claro que não se pode generalizar, mas o fato é que estamos cada vez mais distantes do que Aldeia foi um dia e se não despertarmos logo para a responsabilidade de cada um, pode ser tarde demais.

Sem dinheiro, DER diz que faz o que pode pela Estrada de Aldeia

Ninguém cuida das fachadas, seja o poder público, seja o privado
Ninguém cuida das fachadas, seja o poder público, seja o privado

Prestes a completar um ano de reportagens sobre Aldeia, o PorAqui lamenta que o descaso com a coisa pública seja tão grande. Nas fotos que se seguem podemos ver como se encontra nossa Estrada, por exemplo, a espinha dorsal que une todos nós, moradores de Aldeia, e por onde passamos diariamente. Uma estrada mal feita, mal conservada e que despreza totalmente quem anda a pé ou de bicicleta.

Pedestres e ciclistas não têm vez na Estrada de Aldeia
Pedestres e ciclistas não têm vez na Estrada de Aldeia

Se o Governo do Estado e as prefeituras não fazem sua parte – em que gaveta anda o projeto de Estrada Parque, por exemplo? – muitos granjeiros, comerciantes e condomínios também se omitem, ao não capinar suas fachadas, não pavimentar a frente de seus negócios, depositar lixo em locais inapropriados etc. Sem falar nos quilômetros e mais quilômetros de muros cada vez mais altos que poderiam obedecer um mínimo de senso estético se fossem pelo menos disfarçados com cercas vivas.

Quando chove a situação de abandono da PE-27 fica ainda mais visível
Quando chove a situação de abandono da PE-27 fica ainda mais visível
Estas placas, caídas no acostamento, estão assim há meses
Estas placas, caídas no acostamento, estão assim há meses
Lixo amontoado em frente ao que deveria ser o parque de Aldeia
Lixo amontoado em frente ao que deveria ser o parque de Aldeia
Praticamente toda a Estrada de Aldeia encontra-se em situação parecida com esta
Praticamente toda a Estrada de Aldeia encontra-se em situação parecida com esta
Por conta da insegurança, os muros sobem cada dia mais sem nenhum senso estético
Por conta da insegurança, os muros sobem cada dia mais sem nenhuma preocupação estética
Modelo de Estrada Parque, construído em 40 metros no km 11
Modelo de Estrada Parque, construído em 40 metros no km 11, que deixaria a estrada mais humanizada e bonita

Nesses quase 365 dias (completam-se no dia 23/5), o PorAqui denunciou diversas vezes, foi até o DER conversar com o presidente (que disse que não há dinheiro para nada), esteve no gabinete dos prefeitos de Paudalho e de Camaragibe (o primeiro também alegou falta de verba e disse que a responsabilidade pela rodovia é do Governo do Estado e o segundo prometeu que vai construir a Estrada Parque até o km 14 antes de terminar seu mandato) e acompanhou a elaboração do projeto da sociedade civil que prevê a humanização da PE-27 com a construção de ciclovia, passagem para pedestre e recuos para parada de veículos. Até o momento, além do trecho construído no km 11 pelos empresários César e Bruno Dantas (foto acima), nem uma pá de cimento foi colocada na construção de uma nova estrada.

Vamos continuar acompanhando e cobrando. Se você tem alguma sugestão ou comentário, interaja conosco, participe deste debate. Afinal, Aldeia é de todos nós!