Moradores de Aldeia realizaram um protesto, neste sábado (13), para denunciar o descaso do Governo do Estado com a PE-27, que está cravejada de buracos e com sinalização precária, representando grande perigo para motoristas, pedestres e ciclistas.

O ato reuniu pessoas de diversos setores da sociedade, inclusive idosos e pessoas com dificuldades de locomoção, e chamou a atenção de quem passava pela lombada do km 8 na movimentada e quente manhã de sábado. Os organizadores afixaram placas e pintaram de amarelo a lombada que era chamada de “lombada invisível” ou “lombada assassina”, pois estava há anos sem nenhum sinal indicativo.

protesto na lombada

De acordo com os representantes do coletivo Por uma Aldeia melhor (que contou com o apoio do Fórum Socioambiental para organizar o ato), a partir de agora o grupo pretende formalizar uma petição ao Governo do Estado – ao qual será juntado o abaixo-assinado (https://bit.ly/2DeO4EX) – por melhorias urgentes na Estrada de Aldeia.

Para a delegada Verônica Azevedo, que participou do evento, “a atitude dos moradores de Aldeia demonstra que a indignação pela omissão do poder público chegou ao limite. Cansada de esperar por soluções, a população resolveu agir e deu um valioso exemplo de cidadania”.

protesto na lombada

Apoio x silêncio

Empresários de Aldeia também apoiaram a ação de sábado. A Gráfica Pernambuco Digital doou os panfletos, a Norcola cedeu um latão de tinta e o Armazém Alicerce fez doação de areia e brita para tapar buracos. A Guarda Municipal de Camaragibe deu apoio na organização do trânsito durante o protesto.

Já os órgãos oficiais do Governo do Estado, apesar de toda a repercussão que houve ao longo da semana nos veículos da grande mídia, não se manifestaram nem enviaram representante para dialogar com os moradores.