Com exceção dos que têm domicílio eleitoral em Paudalho e Abreu e Lima, os moradores de Aldeia que forem votar nas próximas eleições deverão ter realizado a revisão biométrica obrigatória da Justiça Eleitoral.

Quem mora nas áreas pertencentes a Camaragibe e São Lourenço tem até 28 de março de 2018 para se dirigir a um cartório eleitoral e se recadastrar. Os que residem no Recife, Paulista, Igarassu e Araçoiaba já devem ter feito a biometria até o ano passado. Os de Paudalho e de Abreu e Lima serão chamados numa próxima fase do calendário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

De acordo com Márcio Magalhães, chefe da 138ª zona eleitoral (Camaragibe), os eleitores de Aldeia estão bem atrasados em termos percentuais em relação aos que moram no centro de Camaragibe. “Temos notado o comparecimento muito pequeno do pessoal que mora em Vera Cruz e Tabatinga, por exemplo”, alerta.

Com atendimento agendado
Com atendimento agendado previamente, a revisão é rápida e organizada

Atendendo a uma média de 400 pessoas por dia, os dois postos de atendimento de Camaragibe funcionam das 8h30 às 17h30 e, juntos, contam com 16 estagiários contratados especialmente para realizar o serviço de cadastramento biométrico dos eleitores.

“Quem vai tirar o primeiro título ou transferir o domicílio eleitoral também faz automaticamente a biometria. Por isso, há um volume tão grande de pessoas agendando atendimento e daí a importância de não se deixar para a última hora”, avalia Márcio.

Para realizar a revisão biométrica, basta agendar pelo site do TRE-PE e comparecer no local e data escolhidos munido de documento de identidade original, título de eleitor e comprovante de residência em nome da própria pessoa (a Justiça Eleitoral está aproveitando para revisar o domicílio eleitoral dos cidadãos).

Na ocasião, o eleitor deve responder a algumas perguntas como estado civil, nível de escolaridade, tempo de residência no município, profissão e se tem irmãos gêmeos. Em seguida é tirada uma foto que constará na listagem dos mesários, no dia da votação, e, logo após, o eleitor é convidado a assinar em uma mesa digitalizadora e a escanear as digitais das mãos. Em geral, todo o processo não dura mais que cinco minutos.

O título é entregue na hora e não é preciso deixar a cópia de nenhum documento, nem pagar nada pelo novo título. É importante lembrar que a revisão biométrica é obrigatória para todos os eleitores, inclusive os menores de 18 anos e maiores de 70 que desejarem votar.

Os locais onde pode ser feita a biometria e os horários disponíveis para agendamento estão no site do TRE.