Setenta por cento dos assaltos realizados no Estado de Pernambuco têm, como maior alvo, os aparelhos celulares. A informação é da Secretaria de Defesa Social e embasa a preocupação da Polícia Militar em orientar a população a cadastrar seus aparelhos celulares no Sistema Alerta Celular. Trata-se de um cadastro que facilita a identificação da propriedade de celulares roubados, mas pouca gente o tem utilizado.

Na última reunião do Fórum Socioambiental de Aldeia, na terça-feira (03), o sub-comandante do 20º Batalhão de Polícia Militar, major Adalberto Barbosa, fez uma explanação do mecanismo de funcionamento do Alerta Celular e informou que a Polícia Militar está empenhada em divulgar o serviço junto à população.

Atrasada, começa obra da rotatória para o Camará Shopping

No mês passado, segundo a nova comandante da 3ª Companhia, Wellitania Ferraz, uma equipe de policiais realizou uma ação no Aldeia Boulevard (km 9,8), divulgando o Alerta Celular e cadastrando 60 aparelhos no sistema da SDS.

“Pretendemos continuar realizando esse tipo de ação em Aldeia, porque apesar de não ser novidade, pouca gente tem conhecimento de sua importância”, revela Wellitania.

Ela explica que se trata de um cadastro feito no site da SDS onde se inclui o número do IMEI do celular (obtido ao se digitar *#06# no teclado do telefone). Em caso de se ter o celular roubado, o cidadão deve prestar queixa também pela internet e a Polícia terá condições de identificar o aparelho, caso ele tenha sido recuperado.

“Fazer o boletim de ocorrência também é parte do processo, porque sem ele não teremos como chegar ao dono do celular recuperado”, lembra a comandante.

Para mais informações: https://alertacelular.sds.pe.gov.br/#/login