Com 13 unidades distribuídas em todo o Brasil e mais de 14 mil alunos formados, a Escola SAGA se consolidou no mercado de desenvolvimento de jogos, computação gráfica e arte digital. Para estimular a profissionalização dos jovens no segmento, a iniciativa terá um estande na Bienal Geek de Pernambuco, onde o público poderá conhecer cases de sucesso dos alunos.

Gameloft: tablets com jogos liberados e prêmios diários na Bienal Geek

Durante a Bienal, além da exposição das novidades em games, animações e softwares, representantes da escola participam de bate-papo sobre o mercado na programação do evento. Os visitantes do estande da SAGA poderão, ainda, se inscrever em oficina ministrada na própria escola em quatro módulos com duração de 2h cada.

“Nessa área, tem muita gente que é autodidata, que tem a ideia, mas ainda precisa de direcionamento. Nossa missão é justamente levar essa profissionalização”, explica Marcelo Gonçalves, gerente comercial da unidade do Recife. O investimento em profissionalização tem levado estudantes e professores a conquistar até mesmo o mercado internacional. Foi o caso de Letícia Reinaldo, que já foi professora da SAGA e hoje trabalha com modelação em 3D nos Estados Unidos, com passagem pela Disney e pelo Gnomon Studio.

Ingressos da Bienal Geek já estão à venda

Cenário

O desenvolvimento de jogos é um dos mercados que mais crescem no mundo, impulsionado pelo expressivo crescimento do público consumidor dos games. Líder no consumo de jogos na América Latina, o Brasil já é o 12° país mais rentável nesse negócio no mundo, o que abre portas para profissionais como os programadores, os designers e os animadores de games.