A brincadeira do “diz que é…, mas nunca…” tem mexido com a nostalgia das pessoas, e a galera do Pina tá com tudo nessa onda. Por aqui, as pessoas costumam dizer com orgulho: “sou ‘nascidicriado’ no Pina”. Mas, como em todo bairro, tá cheio de gente que não se envolve com a rotina do local.

Pois é, o PorAqui pegou algumas frases postadas nas redes e pensou em outras. Confira! Se você nunca fez nenhuma dessas coisas, sinto dizer: você usa o bairro só para dormir. ?

Soparia e as histórias da efervescência do Pina na década de 90

Diz que é “nascidicriado” no Pina, mas…

Nunca mergulhou da Ponte do Pina

Hoje em dia, nem tanto. Mas era muito comum passar pela Ponte do Pina e ver uma tuia de crianças penduradas na grade prontas para pular no rio. Quem não pulasse não era aceito no grupo.

Concluída, pintura da Ponte do Pina traz narrativa com elementos da cultura local

Nunca pulou o muro da Bacardi pra pegar fruta

No terreno onde hoje é o RioMar Shopping, já funcionou uma fábrica da Bacardi. Por décadas, o terreno ficou abandonado, mas cheio de árvores e um convite à aventura. Todos queriam desbravar aquelas terras e, claro, pegar goiaba, manga, seriguela e outras frutas mais. Para isso, tinha que driblar a vigilância dos ferozes seguranças.

Nunca foi no Pagode do Negão

O Pagode do Negão marcou a década de 1990, com apresentação de grupos famosos do Rio de Janeiro, coisa que ficou rara no bairro depois. O pagode fechou no fim da década e se tornou uma igreja.

Nunca lanchou em MacGyver

A lendária lanchonete ainda hoje é ponto de encontro da galera para aqueles lanches da madrugada, principalmente na volta da balada.

A lenda do super sanduíche MacGyver do Pina

Nunca levou uma queda no cano da praia

Por muitos anos, a Praia do Pina foi dividida por uma tubulação de concreto que despejava esgoto no mar. Mesmo desativada, a tubulação ficou por décadas na praia, sendo uma atração tanto para pescadores quanto para banhistas.

O cano, como era conhecido, tinha várias aberturas e oferecia um risco muito grande para quem o encarava. Uma das resenhas na segunda-feira era quem tinha caído no cano.

7 coisas que só quem frequenta a Praia do Pina entende

Nunca tomou banho de choque em Brasília Teimosa

O post é sobre o Pina, mas Brasília Teimosa e Pina são irmãos indissociáveis. Logo, o banho de choque na orla de Brasília sempre foi muito corriqueiro mesmo para quem mora do outro lado da Av. Antonio de Góes.

7 curiosidades que só quem mora em Brasília Teimosa desde pirralha conhece

Nunca ficou na esquina da Rua São Luís esperando o Banhistas do Pina passar para o desfile do Carnaval

O desfile oficial do Banhistas do Pina no Concurso de Agremiações do Carnaval era precedido sempre de uma palhinha para os vizinhos do maior vencedor da folia de Momo entre os blocos do Recife. Já com suas fantasias, o bloco partia de sua sede em formação até a Av. Herculano Bandeira, onde pegava a condução para o local do desfile. Em gerações mais antigas, não tinha condução, e a caminhada fantasiada ia até o Centro da Cidade.

Nunca balançou o sino no Bar dos Cornos

Famoso em todo o Brasil, com várias reportagens em rede nacional de televisão, o Bar dos Cornos funciona mesmo como uma terapia para aliviar as dores de cotovelo. Mas também funciona para quem não sofre desse mal e quer apenas esquecer outros tipos de problema.