Carol Oliveira é uma jovem cineasta pernambucana que está arrecadando fundos para participar do festival frânces Brésil en Mouvement, para o qual foi selecionada com o filme Do Mar Pra Cá. Seu curta-metragem documental conta a história de Maroca, mulher de 22 anos, moradora da Comunidade Entra Apulso e comerciante em uma barraca de praia em Boa Viagem.

Carol conta que sua relação com cinema é relativamente nova. Formada em Relações Internacionais, a jovem fez em 2016 um curso promovido pelo Atelier Varans, escola francesa que faz oficinas itinerantes pelo mundo. O curta-documentário sobre a vida de Maroca foi resultado desse curso que incentivava os alunos a colocarem a mão na massa desde o primeiro dia.

“A ideia principal era mostrar a dificuldade no cotidiano de mulheres que estão inseridas em um ambiente de trabalho dominado por homens. Tentei primeiro com outras duas mulheres até encontrar Maroca, que abriu toda sua rotina pra mim”, conta Carol.

Maroca na praia de Boa Viagem (foto: acervo pessoa/Carol Oliveira)

“Conversei tanto com Maroca (a protagonista), como com Mel (dona da barraca onde Maroca trabalha) e escutei alguns relatos de assédio e sabia que era algo frequente, como eu já imaginava”. Mas no meio das filmagens, apesar de não abdicar do tom crítico, a cineasta decidiu mudar o viés do filme e torná-lo mais leve e divertido: “É como Maroca leva a vida dela, então nada mais justo que um filme sobre ela tenha essa mesma pegada”, afirma Carol.

Agora, para que seu filme seja exibido no festival, a cineasta precisa arrecadar o valor de R$ 8 mil. Carol abriu uma vakinha online e vai promover neste domingo (17) uma exibição especial do curta-documentário.

Além do documentário de Carol, outras duas produções recifenses foram escolhidas para o festival: Dibuiar, de Thor Neukranz, e e Aquela Travessia, de Catherine Pimentel.

Pague o quanto puder

Além da vakiquinha online para arrecadar fundos para sua viagem à França, Carol vai promover, neste domingo (17), uma exibição do documentário com entrada no estilo “pague o quanto puder”. Quem quiser ir lá, conferir o resultado do projeto e contribuir com a viagem, é só ir ao CDC (Casa de Caio), localizado na Rua Luiz Guimarães, 126, às 18h.

Confira um teaser do documentário:

Teaser Do Mar Pra Cá from Carol Oliveira on Vimeo.

SERVIÇO
? Exibição Do Mar Pra Cá
? CDC (Casa de Caio), Rua Luiz Guimarães, 126
? 17 de Setembro (domingo), a partir das 18h
? Entrada: Pague o quanto puder