É, amigos, o Pina não é qualquer coisa não. Por alguns anos, o Aeroclube de Pernambuco, que funcionava no fim da Rua Tomé Gibson, foi uma escola de aviação de guerra. Ele foi construído em março de 1940 com o objetivo de formar aviadores oficiais para atuarem na II Guerra Mundial.

Afinal, de onde vem o nome Pina?

Segundo a pesquisadora da Fundação Joaquim Nabuco, Semira Adler Vainsencher, a Bacia do Pina já era utilizada para pousos e decolagens de hidroaviões, já que Pernambuco ainda não contava com local adequado. Os hidroaviões tomavam conta das águas do Pina nas décadas de 1920 e 1930, até que a pista fosse construída em 15 de março de 1940, na Ilha do Encanta Moça, apontada como mais apropriada para a prática na época.

Cobiça pelo terreno do antigo Aeroclube reacende debate sobre moradia no Pina

O Aeroclube ainda funcionou, sendo palco de diversas práticas relacionadas à aviação, até ser desativado em 2013 para virar canteiro de obras e posteriormente, dar lugar à Via Mangue.

Desde então, as formações e outras atividades da aviação comercial ficaram órfãs de uma casa na Região Metropolitana do Recife. Em 2016, um terreno no Janga, em Paulista, foi cedido para a construção do novo Aeroclube, que tem previsão de ser inaugurado em 2019.