Quem chegou para morar em Brasília Teimosa na última década só conhece Padre Jaime através de lembranças dos vizinhos mais antigos. Porém é bom se ligar na história de uma das pessoas que mais contribuíram na luta pela moradia no bairro, chegando até a ser preso sob acusação de agitador.

O norte-americano James Kohmetscher foi um missionário enviado para Brasília Teimosa em 1963 junto com outros padres e algumas freiras. No entanto o Padre Jaime, como foi batizado pelos novos vizinhos, fez mais que construir a Paróquia do Imaculado Coração de Maria. Ele arregaçou as mangas e enfrentou vários obstáculos para ajudar às famílias na luta para permanecer no terreno.

Você sabe como surgiu a história do Buraco da Véia?

“Naquela época que ele chegou, havia poucas casas aqui, e as casas que o povo construía à noite eram derrubadas pela polícia na manhã seguinte”, conta a funcionária pública Maria José Rodrigues, 68 anos, conhecida no bairro como Zezé, que era adolescente quando conheceu o Padre Jaime. “Ele abria a igreja pra receber assembleia de moradores, já que a sede do Conselho de Moradores era um barraco”, acrescenta.

Mas a ajuda de Padre Jaime foi ainda mais profunda que um apoio moral. “As casas eram todas de tábua. Quando ele visitava uma família que tinha uma casa mais caída, ele juntava uns homens, comprava o material, no fim de semana, ia lá e desmontava e remontava o barraco no mesmo dia”, relembra Zezé.

Letras do alfabeto e nomes de peixe batizando as mesmas ruas. Pode isso?

Dessa forma, Padre Jaime e seus colegas religiosos estrangeiros conquistaram a simpatia do povo. “Eles eram muito amigos dos pobres e tinham uma relação muito próxima com Dom Helder (Câmara)”, afirma Zezé. Foi dessa forma tanto em Brasília quanto em outros bairros da Zona Sul, como Pina e Imbiribeira, onde ele colocado em um camburão da Polícia Militar.

Em uma das lutas por moradia, Jaime foi abordado por policiais, que não fizeram distinção de cargo ou função social e levaram várias pessoas para a delegacia. “Foi uma prisão histórica. Eu lembro que, na TV, ele deu entrevista com aquele sotaque estrangeiro, dizendo ‘condena camburão'”, recorda. “Ele é tão importante para Brasília Teimosa que, para nós moradores, aquela avenida nova que batizaram de Brasília Formosa, deveria se chamar Av. Padre Jaime”, encerra.

O guia dos restaurantes mais famosos de Brasília Teimosa

Padre Jaime faleceu em abril de 2004, aos 78 anos, quando tentava se recuperar de um derrame cerebral. Ele estava morando em Aparecida de Goiânia, no interior de Goiás. Seu corpo foi trazido para o Recife, onde, enfim, se despediu de seus seguidores.