Está ganhando corpo a pintura que o Coletivo Pão e Tinta tem feito na Ponte Governador Paulo Guerra (a Ponte do Pina). Moradores do Pina, os artistas urbanos prepararam uma narrativa, que liga uma ponta à outra da via, em que o escritor Ariano Suassuna será representado como um contador de histórias e, nelas, vai ressaltar elementos da cultura das comunidades pesqueiras, do carnaval e de lendas locais.

O objetivo dos pintores é embelezar o equipamento urbano e também fazer críticas sociais, destacando fatos da vida dos pescadores e marisqueiros da região do Pina. A obra, intitulada O contador de Histórias, foi idealizada por Everson Menor, mas é pintada por Shellder Osmo, Stilo Santos e companhia.

A pintura é uma das selecionadas pelo Projeto Colorindo o Recife, que promoverá a pintura de 15 painéis espalhados pela cidade. Os grafiteiros foram selecionados através de edital público.

Oficinas

Além de colorir a cidade, os artistas habilitados na convocatória da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer vão ministrar oficinas nas comunidades, que terão início após o carnaval. Os alunos das escolas públicas municipais e jovens de bairros nas seis RPAs serão beneficiados com mais 15 oficinas educativas-culturais.

No Pina, o tráfico de livros tem sido frequente

As aulas práticas vão promover junto aos participantes a experimentação, iniciação artística e o conhecimento das técnicas da arte do grafite como forma de inclusão social e empreendedorismo. As oficinas resultarão na pintura de mais 15 espaços da cidade, dentro das comunidades atendidas. Com as oficinas e os novos painéis, pelo menos 30 grafiteiros serão beneficiados.