Com o verão bombando, o Procon-PE divulgou uma pesquisa, nesta última semana, realizada em bares, barracas e restaurantes da praia de Boa Viagem para descobrir como andam os preços neste mês de janeiro.

As 10 barracas consultadas estão no trecho entre os números 3500 e 4009 da avenida, na área em frente ao hotel Golden Tulip. Em todas elas, é necessário desembolsar R$ 20 caso o cliente faça uso apenas de cadeira e guarda-sol, sem consumo algum.

Para beber:

A barraca mais barata para quem está a fim só de beber é a Barraca do Tio Sá. A Coca sai por R$ 3. Nas demais, o custa R$ 5. Mesma coisa para o guaraná Antártica e o coco verde.

A Barraca do Tio Sá também apresenta o valor mínimo cobrado pela caipirinha, R$ 5. O mesmo drink pode custar até R$ 8 ao longo da orla, e é a única que oferece cerveja em lata Skol de 350ml a R$ 4. 

Nas demais, apenas latas de 473 ml são comercializadas, com preços que variam entre R$ 5 e R$ 6. O ruim é que o local não oferece comidinhas.

(foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

Para comer:

Se bater a fome, o mais em conta é dar um pulo na Barraca do Eloi, onde o peixe frito inteiro grande custa R$ 35 – o valor varia entre R$ 40 e R$ 50 nas demais. Por R$ 5 a mais, o cliente ainda ganha dois acompanhamentos: salada e batata frita, combo encontrado de R$ 45 a R$ 55 em outras pesquisadas.

Já para os que curtem diversidade, a Barraca do Edmilson é a que possui um cardápio mais amplo, com todos os produtos já citados e opções adicionais de posta de peixe frito, peixe agulha, camarão alho e óleo, frango à passarinha, carne de sol, entre outros.

Na coleta de preços, realizada entre 12 a 16 de janeiro, Boa Viagem saiu perdendo no quesito variedade, com apenas 24 produtos ofertados, em comparação aos 41 em Porto de Galinhas, seguido por 32 na praia de Olinda.


O jornal de bairro evoluiu! No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Baixe agora o app gratuito e cadastre-se: Android e iOS

Sugestões e colaborações: boaviagem@poraqui.news