Moradores da Comunidade do Bode seguem à espera de uma definição em relação ao conjunto habitacional prometido para ser construído no terreno do antigo aeroclube, no Pina, Zona Sul do Recife. Apesar de não ter comparecido à reunião pública ocorrida na noite da última segunda (2), a Autarquia de Urbanização do Recife (URB) informou ao PorAqui que o projeto teve o contrato inicial cancelado para que se possa fazer um novo, com nova proposta.

“Acreditamos que o Prefeito Geraldo Julio vai sim construir as moradias, mas a reunião pública era o espaço para que fosse dada alguma perspectiva de prazo ou os motivos pelos quais as obras ainda não foram iniciadas”, comenta o vereador Ricardo Cruz (PPS), responsável pela reunião.

Construtora continua sem projeto para o Edf. Caiçara após um ano da demolição

Ainda de acordo com a instituição, a proposta inicial era entregar 112 unidades habitacionais a famílias da região, mas, após estudos, chegou-se à conclusão que o projeto pode acomodar entre 450 e 600 moradias.

Paralelo ao habitacional, existe um projeto de implantação de um parque verde na área. “Nós acreditamos que o terreno comporta tanto o parque quanto o habitacional, mantendo o compromisso social”, comenta o vereador Wanderson Florêncio (PSC), entusiasta do parque.

Já Ricardo Cruz, pretende entrar com um pedido de informação à Prefeitura para poder repassar a situação para os moradores. “Sou nascido e até hoje vivo no Pina. Portanto, me sinto na obrigação de lutar para que o habitacional saia do papel. As pessoas estão ansiosas por essa moradia uma vez que muitas famílias ainda moram em palafitas na beira da maré”, comenta.

Wanderson, por sua vez, disse que está em diálogo com o Instituto da Cidade Pelópidas da Silveira e que algumas coisas poderão ser definidas nos próximos meses.

A luta por moradia digna tem movimentado várias comunidades nos bairros do Pina e de Boa Viagem, como a Comunidade do Pocotó, que, com ordem de despejo, luta para ser incluída em algum projeto habitacional na região.