A aparição de tartarugas mortas nas praias do Estado vêm alertando os ambientalistas. Em Boa Viagem, há relatos de ocorrências, principalmente nas últimas semanas. Para o ambientalista voluntário Adriano Artoni, a causa são os incidentes ocorridos durante o período de desova, que acontece entre os meses de setembro e março. 

Segundo ele, o principal fator tem sido a colisão dos animais com redes de pesca, seguido dos lixo jogado na água.

"Nesse período, as tartarugas vêm muito para o litoral desovar e, por isso, acontecem muitos acidentes com elas. As redes que os pescadores colocam fixas no mar de um dia para outro são o principal motivo. A outra causa são os resíduos sólidos jogados no oceano. Elas já vêm mortas e encalham na areia", explica.

Ainda de acordo com Artoni, nas contas dele, pelo menos três tartarugas morrem por dia no litoral pernambucano. "Fora as que a população se desfaz e as que as próprias prefeituras jogam no aterro sanitário, sem avisar a ninguém", acrescenta. 

"O que eu peço é maior dedicação do poder público para monitorar essas desovas, para poder identificar as tartarugas que estão desovando, principalmente em praias urbanas, que são invadidas pela população", encerra.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Baixe agora o app gratuito e cadastre-se: Android e iOS

Sugestões e colaborações: boaviagem@poraqui.news