Você, coffee lover, está ligado que foi lançado, no fim de 2017, um novo método de filtragem de café? E que esse método foi criado em Pernambuco? Tá. Tudo bem que você saiba. Até porque, a notícia é velha. Hoje, o que a gente vem fazer aqui é explicar como esse método funciona e o resultado que ele entrega para o café. ☕

Cafés do Mundo: entenda o método Hario V60

O café feito no método exclusivamente pernambucano passa por um filtro de cerâmica vitrificada com 16 sulcos em forma de onda. E é essa “irregularidade” nas paredes do filtro que permite que a água passe diretamente e com fluidez pelo pó, resultando em uma bebida onde é ressaltada a doçura e uma agradável acidez.

O Koar, como foi batizado, foi idealizado pelo publicitário Fernando Sá e pelo engenheiro mecatrônico Filipe Santiago, e desenvolvido pela barista Lidiane Santos, do Kaffe Torrefação e Treinamento. O processo de desenvolvimento teve início no primeiro trimestre de 2017.

Como preparar um café de cafeteria em casa

(Foto: Kaffe/Facebook)

“Fernando não queria sentir tanta acidez no preparo, queria ter mais doçura e mais corpo. Aí foi quando ele começou a provar os métodos e visualizar como ele queria construir, como se fossem fusões, para criar essas duas, ou três, ou quatro características”, explica Lidiane.

“E aí foi quando ele se inspirou no filtro de papel e pegou as ranhuras que os outros métodos têm. E o grande desafio era fazer ranhuras que tivessem sulcos em harmonia com a abertura de saída, porque se fosse muito aberto ia filtrar muito rápido e ia ficar na primeira característica, que é a acidez”, completa antes de citar que foram feitos vários testes até chegar ao formato ideal.

“Fernando sabia que a cerâmica teria esse charme do colorido e manteria a temperatura da bebida. Então a busca foi essa. Pensamos em outros materiais, como alumínio e porcelana, mas ainda não fechamos nada ainda”, afirma.

Em alguns meses de lançamento, o produto já recebe encomenda de outros estados, e a primeira entrega deve partir nos próximos dias.

Como usar o Koar

Os profissionais do Kaffe recomendam que o filtro de papel seja posicionado dentro do Koar e seja escaldado, para que se extraia o sabor residual da celulose. Em seguida, esta água precisa ser descartada.

Confira o roteiro de preparo:

1 – Coloque o pó e faça a pré-infusão em 50 a 70 ml de água durante 30 segundos;

2 – Em seguida, outra parte da água vai sendo derramada. Inicialmente, o líquido é despejado com pequenos movimentos circulares. Depois, o fluxo é centralizado.

3 – Após 50 segundos, o restante da água é colocado em fluxo constante no centro. O processo deve ser finalizado antes que o café comece a gotejar.

4 – Pronto! Agora é só desfrutar do seu cafezinho. ?

(Foto: Kaffe/Facebook)

O Koar pode ser adquirido por R$ 75 no Kaffe Torrefação e Treinamento, que fica na Av. Conselheiro Aguiar, 2178, em Boa Viagem. O telefone de lá é o (81) 99525-5170. O funcionamento é de segunda a sexta, das 13h às 20h; e sábado e domingo, das 14h às 20h.