Pela primeira vez no Carnaval do Recife, afoxés de toda a cidade se unem para abrir os caminhos para a folia de Momo. Nesta quinta (8), 24 agremiações farão a lavagem da Avenida Rio Branco, no Bairro do Recife, principal foco dos festejos carnavalescos no Recife.

A partir das 16h, os afoxés começam a lavagem, batizada de UBUNTU – Uma consagração ao Povo Negro. O rito será uma espécie de bênção e de limpeza espiritual que o Recife receberá para a chegada do Carnaval.

Nações de Maracatu, juntas, abrem os caminhos para o Carnaval do Recife

Da Rio Branco, os grupos seguem em cortejo até o Marco Zero, onde culmina o rito, também um abre-alas para o “Tumaraca – Encontro de Nações”, que reunirá 13 nações de maracatu, tradicional celebração que ficou como legado do percussionista Naná Vasconcelos, que a conduziu por 14 anos, na abertura do Carnaval do Recife.

Sobre a Lavagem – Segundo as tradições míticas dos cultos de influência Nagô (Ioruba), as águas, mais conhecidas como Omi dentro das Comunidades de Terreiro, se constituem em elemento fundamental na gênese da vida.

Seus sentidos estão ligados à fertilidade, manutenção, renovação e, principalmente, à purificação. Quando essas águas são misturadas, as Ewé (Folhas Sagradas) atuam como elemento propiciatório dentro dos rituais de Matriz Africana sacralizando e catalisando o Axé.

UBUNTU – Uma consagração ao Povo Negro
Quinta (8), a partir das 16h
Avenida Rio Branco – Bairro do Recife
Aberto ao público