Além de promover um encontro de grandes nomes da música brasileira em Aldeia, o Guaiamum Treloso Rural quer estimular e divulgar a cultura e a gastronomia da região. Em parceria com a Fundação de Cultura de Camaragibe e com apoio da sociedade civil, através do Conselho Municipal de Cultura, o festival contará com a participação das agremiações carnavalescas camaragibenses.

Maracatu Cambinda Dourada será homenageado
Maracatu Cambinda Dourada será homenageado

Quatro grupos de Ursos de Carnaval do município participam da festa. Além deles, o Guaiamum Treloso Rural tem a honra de receber o homenageado do Carnaval 2018 de Camaragibe, o Maracatu Rural Cambinda Dourada de Camaragibe, iniciativa premiada em 2017 pelo Prêmio Culturas Populares do Ministério da Cultura.

Urso Revelação
Urso Revelação

Este ano, o festival apresenta mais uma novidade: o estande Artesanato de Camaragibe, que vai apresentar e comercializar peças com a temática carnavalesca confeccionadas por mais de 40 artesãs e artesãos da cidade.

Guaiamum Treloso Rural 2018 homenageia os “seres da mata”

Estrutura

Fora as mais de 30 atrações musicais, o Guaiamum Treloso Rural, que acontece neste sábado na Fazenda-Bem-Te-Vi, vai oferecer uma estrutura diferenciada ao público. A terceira edição do festival contará com duas praças de alimentação, feirinha colaborativa, espaço para Saúde Complementar, artesanato indígena e pintura corporal feita pelos índios Xukuru, vindos de Pesqueira.

A decoração será inspirada nos personagens Seres da Mata, ilustrados por Heitor Pontes e Alexandre Pons. São versões modernas de lendas como o Saci, Mula-sem-cabeça e Caipora. Os Seres irão apresentar o festival, com discursos de engajamento e integração com a natureza.

Espiritualidade

Um dos espaços que promete ser bastante movimentado é a Tenda Encanteria, comandada pela terapeuta holística Dayse Leitão. Ficará localizada logo na entrada do festival, criando um portal energético para o evento. No local, serão oferecidos serviços como reiki, aromaterapia, leitura de tarô e medicinas naturais, tudo com preços acessíveis. Cerca de dez profissionais da terapia alternativa estarão disponíveis. A ideia é que seja um “banho de limpeza” no festival.

Na Tenda Encanteria haverá sessões de reiki

Índios da tribo Xukuru, de Pesqueira, também farão o atendimento espiritual na tenda e pinturas corporais tradicionais no público. Assim, cada visitante poderá despertar em si o seu “ser da mata”. Eles ainda levam seus artesanatos tradicionais, que vão estar à venda.

Feira Criativa

O Guaiamum terá a Feira Criativa, com oito marcas, buscando movimentar a economia local e apresentar ao público novos designers e estilistas. Estarão presentes a Vintage, Badoque, Caqueira, Kameel Calçados, Zalika, Head Shop, Brusinhas Tristes e Contém Glitter – que estará com espaço de maquiagem. A Vagamundo marca presença com uma ação especial.

Marcas alternativas estarão na feirinha criativa

Para completar, a estrutura do festival contará com duas praças de alimentação, com a preocupação de facilitar o atendimento ao público, sem tumulto e filas. A Praça Aldeia recebe restaurantes locais, com ambientação e decoração em pallets. Já a segunda praça será tomada pelos food trucks. Ao todo, serão 18 operações com opções vegetarianas e veganas, hambúrgueres, pizzas, culinária japonesa, comida regional, petiscos, coxinhas, caldinho e cachorro quente.

Além de tudo, o Guaiamum Treloso Rural tem o principal compromisso com a natureza, investindo em formas de diminuir o impacto ambiental, como os eco-copos. O festival ainda oferece transfer saindo dos shoppings Recife, Tacaruna e Plaza, para facilitar a mobilidade do público e diminuir o uso de carros individuais. Depois da festa, serão plantadas mudas de árvores para a compensação das emissões de carbono.