Os últimos domingos de cada mês já estão marcados no calendário dos caruaruenses como dia de prestigiar o Festival Flor & Ser MáFama, que acontece na rua Silvino Macêdo, no bairro Maurício de Nassau,em Caruaru, Agreste de Pernambuco.

Chegando à sua sexta edição, o evento será realizado no próximo domingo (4) e terá como tema “Dia Internacional da Mulher”, pela passagem do dia dedicado às mulheres, comemorado no dia 8 de março.

Av. Agamenon Magalhães em Caruaru: da ostentação ao espaço de lazer

O evento acontece na rua Silvino Macêdo, mais conhecida como Má Fama (Foto: Arnaldo Felix)

O festival terá representação feminina em todas as áreas de entretenimento. Na música, as cantoras Gabi da Pele Preta ,Thayze Luck e Amanda Cabral farão uma apresentação ao lado dos músicos Carlinhos Aril (percussão), Ângelo Lima (flauta) e Rafael Meira (violão).

Um trio pé de serra da região formado apenas por mulheres, “As Fulô”, vão fazer todo mundo lembrar o São João. Também vai ter banda de pífanos feminina representando uma das maiores manifestações culturais da cidade e a DJ e blogueira Joyce Eleiny, do Blog TIPO4, vem com um repertório bem eclético.

A força por trás da Brisa, marca de acessórios de Caruaru

Música, apresentações culturais, desfiles e gastronomia fazem parte do Flor & Ser MáFama. (Foto: Jorge Farias)

Das 12h às 20h, a rua se transforma numa área de lazer para toda a família. Haverá, ainda, apresentações de um grupo feminino de capoeira, declamação de poesias com poetisas caruaruenses, exposição de obras de artes de mulheres do programa Atitude, desfile de moda adulta e infantil e vários estabelecimentos com mesas nas ruas.

A feirinha criativa, sucesso em todas as edições, recebe também o “Fé Menina”, grupo de empreendedoras que vai enriquecer o comércio de marcas próprias.

Empreendedoras do “Fé, menina” também estarão presentes. (Foto: Divulgação)

4ª edição do Moda e Negócios já tem data marcada em Santa Cruz do Capibaribe

A Rua Silvino Macêdo será fechada para tráfego de veículos a partir das 11h do dia 4. O festival é uma realização do Coletivo Má Fama, composto por moradores e comerciantes da rua, além da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru (FCTC).