O Alto do Moura, bairro turístico de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, terá uma imperdível programação cultural neste fim de semana, com a realização da 5ª edição do projeto “Viva Vitalino”, que comemora o nascimento de Vitalino Pereira dos Santos, o Mestre Vitalino, que se vivo estivesse teria completando 109 anos no último dia 10 de julho.

Além do mestre dos mestres, o evento também prestará homenagens a mais 29 personalidades que atuaram com destaque em vários segmentos da cultura e que já faleceram deixando seu legado.

São eles: Mestre Manuel Galdino, Zé Elias, Manuel Eudócio, Zé Caboclo, Mestra Ernestina, Celestina Rodrigues, Mestre Gercino, Souza Pepeu, Carlos Sá, Nelson Barbalho, Tavares da Gaita, Wellington Branco, Argemiro Pascoal, Carlos Fernando, João Condé, Vital Santos, Mestre Manoel Inácio, Luísa Maciel, Erton Cabral, Nina Vitalino, Vó Lindaur, Maestro Camarão, Luiz Gonzaga, Jacinto Silva, Coronel Ludugero, Olegário Fernandes, Pissica, Dona Ermídia e Lauro da Mazurca.

A concentração do Viva Vitalino acontece às 15h, no Alto do Moura. (Foto: Antonio Prego)

A concentração terá início às 15h de domingo (22), em frente a Associação dos Artesãos e Moradores do Alto do Moura (Abmam), parceira do projeto. No local, o público vai poder assistir a exibições de curtas metragens, circular pela exposição de peças de barro e fotográfica ‘Discípulos de Vitalino’.

Em seguida, um cortejo sairá com os participantes carregando estandartes, com as presenças do Boi Tira-Teima e de grupos de mazurca, maracatu, pernas de pau e do Afoxé Ilé Dandara.

O desfile fará parada em frente ao ateliê dos artesãos homenageados. O ponto alto será na Praça no Artesão, com celebração de missa pelo padre Everaldo Fernandes e participação dos artistas Jadilson Lourenço e Carlos Alves.

Severino Vitalino ao lado da foto do pai, Mestre Vitalino. (Foto: Divulgação)

Tendo uma grande identificação com o bairro que ostenta o título de “Maior Centro de Artes Figurativos da América Latina”, subirão ao palco para apresentar shows os artistas Petrúcio Amorim, Erisson Porto e Valdir Santos, também mestre de cerimônia do evento.

A iniciativa é dos produtores culturais Yone Amorim e Antonio Prego, que pela primeira vez contam com o Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura).

“Esse apoio de um órgão tão importante está nos possibilitando ampliar a divulgação e apresentações artistas e ao mesmo tempo melhorando toda a estrutura física do evento”, comemora Antonio Preggo.

Yone Amorim e Antonio Prego são os produtores do Viva Vitalino. (Foto: Reprodução Facebook)

Para Yone Amorim poder homenagear artistas que já faleceram é uma oportunidade de contribuir para a cultura se perpetuar. “A partir do momento em que promovemos evento desse tipo com o apoio da comunidade local, temos a certeza de que essas pessoas jamais serão esquecidas, assim como a vida e a obra de cada uma delas”, frisa.

Toda a programação do Viva Vitalino é gratuita.