É difícil ficar indiferente à intervenção urbana Contato Sonoro, da dançarina Flávia Pinheiro. Em feiras livres, mercados e espaços públicos ela performa movimentos de dança com o ambiente. Pode ser desde uma calçada até um comerciante ou um frequentador do local.

Nesta segunda-feira (2), às 8h, Flávia leva a performance para o Mercado de Casa Amarela, na abertura do festival Palco Giratório. Lá, com sons e dança, ela vai dialogar com o espaço e o público. “Como é uma intervenção urbana, a ideia é reinventar as relações nestes espaços de convivência, ainda mais os mercados, que vibram.  A ideia é regatar o contato humano”, conta Flávia Pinheiro.

O acesso à performance é gratuito.

Sesc Casa Amarela

Também nesta segunda-feira, às 15h, o Teatro Capiba, no Sesc Casa Amarela, recebe o espetáculo convidado Meia Noite com o bailarino Orun Santana. O solo indaga questões ligadas ao corpo, explorando a capoeira como motivador da dança. Logo em seguida, acontece o Pensamento Giratório, espaço para discussão sobre o trabalho dos artistas com Flávia Pinheiro e Orun Santana.

Você já conhece a Biblioteca Popular de Casa Amarela?