Filho da líder comunitária Jussara Santos, Hamon Dennovan cresceu tendo orgulho de morar no Alto José do Pinho, Zona Norte do Recife. Era uma época em que as bandas Matalanamão e Devotos fortaleciam o nome do bairro na mídia e na música. “Havia uma cena cultural e política muito forte”, lembra Hamon, 30 anos.

Mas as coisas começaram a mudar no Alto. “De uns dez anos pra cá, a situação piorou muito. Desemprego, violência, falta de educação…isso fez com que muitos moradores perdessem aquele orgulho que tinham de morar aqui”, diz Hamon.

Apipucos recebe polo de descarte e reuso de lixo eletrônico

Para tentar mudar um pouco esse cenário, há três anos ele e dois amigos de infância, empresários no bairro, criaram o Alto Sustentável, um projeto voltado para o cuidado com o meio ambiente e a inclusão social.

“Eu pensei: como eu, sendo biólogo, posso ajudar o Alto? Pensei então em tentar melhorar a relação com o lixo que os moradores daqui têm. A prefeitura tem que fazer sua parte, claro, mas a população também tem que ajudar. A gente vê que muita gente melhora um pouquinho de vida, compra uma televisão nova e joga a velha na rua. Muitos móveis velhos, pneus, são colocados em qualquer lugar”, conta Hamon.

Lixeira feita em um dos mutirões e instalada na comunidade. Foto: Divulgação

Para melhorar essa situação, o Alto Sustentável trabalha em várias frentes. Uma delas é a educação ambiental, tentando conscientizar os moradores e frequentadores do bairro a descartar o lixo da forma correta. Um dos problemas nesta área é que o local não tem coleta seletiva para reciclagem, nem Ecoponto. Uma das lutas da organização é conseguir esses dois serviços para a comunidade.

Outra área importante de atuação do Alto Sustentável são os mutirões de reciclagem, que envolvem crianças, adolescentes e adultos. Os encontros, marcados pelo grupo de WhatsApp que tem mais de 150 pessoas, contam também com oficinas de grafite, de reciclagem e e serviços para a população, como corte de cabelos, promovidos por antigos moradores do bairro.

Quem quiser conhecer ou ajudar o projeto, pode entrar em contato pela página do Facebook do Alto Sustentável.