Nesta sexta-feira (29), às 20h, o Cinema do Museu, em Casa Forte, vai receber a diretora Julia Murat para um debate na estreia do seu mais novo filme Pendular. Estrelado pelos atores Rodrigo Bolzan e Raquel Karro, o longa já levou o prêmio da Federação Internacional de Críticos de Cinema, na seção Panorama do Festival de Berlim 2017.

LEIA TAMBÉM:

Cine do Museu é o primeiro do Brasil a exibir sessões inclusivas regularmente

Num galpão industrial abandonado, um casal de artistas divide, com uma faixa laranja, seu espaço de trabalho. A direta é dele e a esquerda é dela. Arte, performance e intimidade se misturam, até os personagens se perderem entre seu projetos artísticos, seus passados e a sua relação afetiva.

A combinação de diferentes linguagens é a marca da trajetória artística da cineasta e, dessa vez, não foi diferente. Pendular é um longa-metragem, mas também é uma exposição de esculturas e uma apresentação de dança. Uma história simples, que ganha complexidade justamente nessa mistura.

A inspiração para o filme surgiu a partir da performance Rest Energy, criada por Marina Abramovic e seu companheiro Ulay, em 1980.

De acordo com a diretora, “Pendular é baseado nas coisas que deliberadamente se escolhe não dizer em um relacionamento. Dois personagens que querem estar juntos apesar da constante sensação de estarem indo rumo a lugar nenhum.”

Julia Murat tem na bagagem experiência com curtas-metragens, vídeos experimentais e videoinstalações, além de possuir experiência trabalhando como editora, assistente de direção e assistente de câmera. Um dos seus trabalhos mais reconhecidos é o longa Histórias que Só Existem Quando Lembradas, selecionado em vários festivais e vencedor de  39 prêmios internacionais, incluindo Melhor Filme em Abu Dhabi, Sofia e Lima.


Estreia de Pendular + debate com a diretora Julia Morat
? Sexta-feira (29)
⏰  20h
?Cinema do Museu (Av. 17 de Agosto, 2187, Casa Forte)
☎  Informações: (81) 3073-6420