Um espaço para catalogação, preservação, pesquisa e difusão da produção audiovisual feita em Pernambuco. Essa é a proposta da Cinemateca Pernambucana, que será inaugurada neste domingo (250, às 17h, dentro da sede Fundação Joaquim Nabuco, em Casa Forte.

A cinemateca homenageia o jornalista e cineasta Geneton Moraes Neto, falecido em 2016, um dos principais realizadores ligados ao movimento do super-8 do Recife, nos anos 1970. A homenagem inclui uma sala para exibições, que leva o nome dele, um curso sobre os filmes dele e a digitalização em 4K da obra na bitola super-8 de Geneton.

https://poraqui.com/gracas/escola-de-politicas-publicas-da-fundaj-derby-tem-cursos-e-palestras-gratis/

A Cinemateca Pernambucana é vinculada à Coordenação do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco/Mec e também reúne acervos especiais como roteiros, cartazes, fichas de produção e fotografias.

O projeto é resultado de uma parceria com a coordenação do Cinema da UFPE (em fase final de implantação) e com a TV Escola, instituições vinculadas ao Ministério de Educação. A TV Escola irá transmitir parte do acervo da cinemateca.

A TV Escola vai exibir nacionalmente parte do acervo da cinemateca. Foto: Fundaj/Divulgação

Pesquisa no acervo

A partir da inauguração do espaço, pesquisadores e estudantes já terão acesso ao acervo reunido e devidamente catalogado. A pesquisa poderá ser feita presencialmente, na sede da Cinemateca, ou pelo portal www.cinematecapernambucana.com.br.

Por enquanto, a Cinemateca conta com mais de trinta diretores e produtores e mais de 100 filmes disponibilizados para pesquisa. De acordo com a Fundaj, uma equipe de monitores está capacitada para receber e guiar visitas de grupos de até quinze pessoas. O contato para agendamento pode ser pelo e-mail cinematecapernambucana@gmail.com.

Cinemateca Pernambucana
Avenida Dezessete de Agosto, 2187, Casa Forte
Informações: 3073-6363