A Fundação Joaquim Nabuco recebe a abertura e o encerramento da 16ª Semana da Mulher, uma parceria com a Universidade Católica de Pernambuco. Com o tema, “Superando a Violência – Desafios para as Políticas Públicas de Proteção à Mulher”, as discussões da semana vão ser guiadas a partir de questões de raça, classe e sexualidade.

A exibição gratuita e aberta ao público do documentário Além do Espelho, no Cinema do Museu da Fundaj abre o evento, às 19h desta segunda-feira. Dirigido por Ana Luiza Pinheiro Flauzina, o filme registra o diálogo de duas importantes vozes da resistência negra: o jornalista brasileiro Edson Cardoso e o cineasta etíope Haile Gerima. Após a exibição, haverá debate com a diretora.

Da terça-feira até a quinta, a programação do evento acontece exclusivamente na Unicap (confira aqui a programção completa).

Na sexta-feira (9), a Fundação recebe rodas de diálogo e mesas redondas, marcando o último dia de evento.

O primeiro evento é as 8h30, com a roda de diálogo “Sobre Observatório de Violência contra à Mulher”, que terá a participação da representante da Action Aid! Ana Paula, do Instituto Maria da Penha Anabel Pessoa e da jornalista do Jornal do Commercio Ciara Carvalho. A coordenação da roda será da professora Marília Montenegro.

Às 11h, a Fundaj recebe a mesa redonda “A Resistência das Mulheres: Negras e Indígenas no Brasil”. A entrada é gratuita e aberta ao público em geral.

O evento vai contar com palestras da coordenadora da Pós-Graduação de Direitos Humanos da Unicap Valdênia Brito Monteiro, da representante da Rede de Mulheres Negras Rosa Marques e da representante da Nação Muzunguê da Comunidade Kilombola Morada da Paz, do Território de Mãe Preta, no Rio Grande do Sul, Yashodhan.

A coordenação da mesa será da pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da Unicap Valdenice José Raimundo.

Entre os dois eventos da sexta-feira, haverá a apresentação do grupo Cores Sonoras, que faz parte da ONG Cores do Amanhã.