Mora em Casa Forte ou nas imediações e cria um animal de estimação? Então é bem provável que você já tenha ido ao Hospital Veterinário Harmonia, na Estrada do Encanamento. Há 23 anos, o local atende o bairro e arredores e já virou tradição entre os moradores.

Além de oferecer serviços mais corriqueiros como vacina, ração e centro de estética, o HVH também serve aos moradores em situações de emergência, tratamentos, exames simples e complexos e casos cirúrgicos.

Foto: Marina Suassuna/PorAqui

Até setor especializado em animais silvestres tem no local, que goza de confiança popular e profissional. “É muito gratificante encontrar moradores no meio da rua que fazem questão de me agradecer porque ajudamos ele numa situação difícil com o seu animal. Isso dá uma energia pra gente continuar”, conta Marcelo Teixeira, médico veterinário e diretor do HVH, que mora em Casa Forte desde 1985.

Raízes no bairro

O que pouca gente sabe é que tudo começou numa casinha simples na Estrada do Encanamento, na Rua da Harmonia. Lá, Marcelo atendia junto com sua esposa e sócia, a veterinária Juliana Texeira. A partir disso, o negócio foi se expandindo e nasceu o HVH, o primeiro hospital veterinário do Nordeste. Recentemente, foi aberta uma segunda unidade, no bairro da Madalena.

Marcelo também atua como pesquisador científico da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e é o atual presidente da Anclivepa PE (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais – Pernambuco).

“A medicina veterinária é uma profissão muito bonita porque a gente não serve só aos animais, servimos também à comunidade, ao ser humano e ao bem estar das pessoas. A nossa responsabilidade hoje é muito maior porque o animal deixou de ser criado no quintal, como antigamente, e se tornou um filho. Essa relação vai mudando e a medicina veterinária vai evoluindo com isso”, reflete.

Morador de Casa Forte desde 1985, Marcelo faz questão de cultivar uma forte relação com o bairro. Não só ele como a maioria dos veterinários do HVH moram por perto, o que fortalece a relação de amizade e confiança entre médicos e pacientes  também fora dos consultórios.

Marcelo Teixeira, veterinário e diretor do HVH – Foto: Lula Portela/divulgação

“Eu adoro esse bairro. Já morei fora do Brasil duas vezes, mas sempre voltei pra Casa Forte, por ser um bairro extremamente residencial, ter muito verde, muitas frutas e praças”, elogia o veterinário.

Por outro lado, Marcelo critica o descaso dos moradores com as fezes dos animais na rua, o que fez ele criar uma campanha de conscientização no HVH com o slogan “O bom cidadão recolhe as fezes do seu cão”.

Foto: Lula Portela/divulgação

“Fizemos uma cartilha falando das doenças que podem ser transmitidas pelas fezes do cão. Principalmente para as crianças, que costumam brincar nas praças do bairro. Um dos maiores riscos é a transmissão de larva migra que, se tiver contato com o olho, pode até cegar”, alerta.

O Hospital mantém ainda um projeto contínuo de castração de animais para pessoas de baixa renda. “Toda semana fazemos um número limitado de cirurgias. Basta a pessoa se inscrever a comprovar sua renda”, explica o médico.