Nem só de arte e memória vive o Museu do Homem do Nordeste, na Avenida 17 de Agosto. Além da feira de orgânicos que acontece toda quinta-feira de manhã nos jardins da instituição, o Muhne abriga o restaurante Solar do Carrapicho, que funciona de segunda a sexta, das 11h30 às 14h. O Solar é aberto ao público externo e oferece self-service por R$ 27,99 o quilo.

LEIA TAMBÉM:
Uma noite no Museu: Muhne funciona em horário especial todas as quartas

O visitante que for almoçar ainda pode aproveitar pra conferir as exposições em cartaz nas galerias do museu. Tem a mostra de longa duração, intitulada Nordeste: Territórios Plurais, Culturais e Direitos Coletivos, com entradas a R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia).

Foto: Gil Vicente/Fundaj

Também estão em cartaz a exposição coletiva Nordeste Mix, na sala Mauro Mota, Muito Futuro para Uma Só Memória, da artista carioca Ana Hupe, na galeria Massangana e J. Borges 80 anos na galeria Waldemar Valente. Todas gratuitas.

No hall do Muhne, ainda é possível usufruir de cafés, doces e salgados no Coffee Break PE, o food bike que fica estacionado na entrada do Cinema do Museu. O Café funciona de terça a sábado, das 14h até a última sessão de filme e no domingo a partir das 10h, por causa do projeto Sempre aos Domingos, que exibe, nos domingos de manhã, clássicos esquecidos.

Café já virou ponto de encontro no bairro – Foto: divulgação

Além de cafés quentes e gelados, o cardápio inclui chá gelado, soda italiana, pastel de nata, bolo de rolo, biscoitos e empanadas nos sabores: berinjela (vegana), carne, carne com pimenta, frango com queijo e queijo com cebola.