Eu sempre via pessoas falando do Oma Pâtisserie Bistrô, localizado no Parnamirim, Zona Norte do Recife. O lugar é famosinho no instagram de pessoas que curtem café e eu passei um tempão namorando o Oma antes de juntar duas amigas e fazer a farra do chá da tarde por lá.

Demorei um pouco pra encontrar o endereço, mas muito mais por falta de andar nas bandas do Parnamirim, do que pela localização do bistrô. Ele fica perto de uma pracinha e é um lugar aparentemente tranquilo (e cheio de lugar pra estacionar se você, assim como eu, dirige mas odeia fazer baliza hehe). ?

Assim que entrei no Oma o que mais me chamou atenção, depois da decoração de casinha de boneca que eu vou falar já já, foi a quantidade de docinhos bonitos na vitrine da pâtisserie. Se tem uma coisa que uma boa taurina como eu gosta de fazer é comer com os olhos. Pense no prazer visual que é pra mim ver uma vitrine cheia de docinhos.

Borsoi Café Clube: um lugar para degustar e aprender a arte do café

Foto: Suzana Souza

Por lá são três ambientes numa pegada clássica, com uma luz mais fraquinha e um jazz ao fundo. Deve ser uma delícia ficar por lá à noite e aproveitar as comidinhas do bistrô. Tinham senhorinhas bonitinhas tomando café por lá quando chegamos. A acústica do lugar também é bem gostosinha: dá pra todo mundo se ouvir sem precisar falar mais alto.

Achei o ambiente muito fofo, mas o cardápio da pâtisserie me decepcionou um pouco. Sabe quando falta algo que salta aos olhos? Eu, como boa comilona, adoro ler aquelas descrições maravilhosas de sobremesas e ficar babando na vitrine de docinhos.

No primeiro ambiente tem prateleiras com um monte de coisinhas gostosas pra você ficar com vontade de levar pra casa. Biscoitinhos, doces, geléias, massas artesanais e até alguns itens de cozinha: tudo em tons pastéis bonitinhos e ornando com os ambientes do Oma.

Um detalhe fofo que descobri fuçando as redes do Oma: o avental, o fogãozinho e a batedeira de plástico que Hellida Kelsch, empreendedora do negócio, ficam expostos como decoração nas prateleiras do espaço gourmet.

Foto: Suzana Souza

Minha escolha foi uma tartellete de maçã (R$ 11). Gostei, mas fiquei de olho grande na comida da minha amiga. Sou alérgica a salmão então nem cheguei perto dessa torradinha que minha amiga pediu, mas a apresentação do prato tava linda. Fiquei com inveja gastronômica hehe.

Na parte dos cafés, optei por um capuccino (R$ 12) que é um daqueles reformulados, com direito a chantilly e raspas de chocolate. Confesso que a comida em si (da pâtisserie) não me faria voltar. Mas, como o próprio nome diz, o lugar é pâtisserie e bistrô.

Eles dividem da seguinte forma: até às 18h20 são servidas as comidinhas leves e itens de pâtisserie (que eu comi), e depois das 19h só os pratos da cozinha contemporânea e carta de vinhos.  A parte do bistrô ficou pra outro dia pra mim, mas o Destemperados já fez um review bem legal sobre as comidinhas que são servidas no jantar do Oma.

?? O que eu mais gostei: O ambiente e o cuidado com os detalhes que sempre me encantam em lugares familiares

?? O que eu menos gostei: O cardápio não me fez viajar nos docinhos enquanto lia.

⭐ Recomendo: ????

Oma Pâtisserie Bistrô
? R. José de Godói Vasconcelos, 109
⏰ Segunda a Quinta, das 12h às 23h30 | Sábado e Domingo, das 12h às 0h30
☎ (81) 3049-0092

Por Suzana Souza do Café na Cidade

Suzana é estudante de jornalismo pela UFPE e estagiária do PorAqui. Moradora de Setúbal (quase) sua vida toda, Suzana não nasceu no Recife, mas é 100% pernambucana. Tem uma estante de livros dividida por cores em um quarto amontoado de coisa e sonha em um dia, bem lá na frente, ser dona de um cafezinho no Centro do Recife. É também mãe de uma gatinea chamada Mila e uma catiorinea chamada Sofia. Ah! Suzana também é doida por comidinhas (taurina, né?), lugares bonitinhos e por falar tudo no diminutivo.

Os conteúdos publicados no PorAqui são de autoria de colaboradores eventuais e fixos e não refletem as ideias ou opiniões do PorAqui. Somos uma rede que visa mostrar a pluralidade de bairros, histórias e pessoas.