Pensando em roteiros diferentes e alternativos para curtir o bairro? Vê que massa: a Prefeitura do Recife lançou um novo material, o Manual para os Guias de Turismo – Roteiros alternativos para passeios a pé. Além de ampliar o leque de passeios, o projeto oferece rotas inusitadas, agregando valor a tradicionais roteiros praticados na cidade.

No bairro de Casa Forte, o passeio a pé contempla paisagens urbanas arborizadas, que remetem à expansão da cidade a partir do século 18 com os banhos de rio, o surgimento dos trilhos no século 19 e antigos engenhos que deram origem a bairros.

Atravessando a Avenida 17 de Agosto, está o bucólico e histórico bairro do Poço da Panela, com suas casas neoclássicas e ecléticas, verdejantes quintais, igreja e praças que fazem por um momento o visitante esquecer que está em uma grande cidade ou em tempos atuais.

Por aqui tem um monte de coisa que ainda remete ao gostinho de interior 🙂 Por falar em Poço, tem uma turma de moradores atuando em conjunto para recuperar um terreno abandonado, chamado afetivamente de Jardim Secreto.

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Roteiro

PRAÇA DE CASA FORTE: Primeiro projeto do paisagista Roberto Burle Marx, que valoriza a vegetação amazônica inclusive espécimes aquáticas, como a vitória-régia. Na ambiência da praça, casarões históricos com restaurantes, cafés, lanchonetes e lojas comerciais compõem o cenário.

Ali também está a igreja matriz do bairro e um tradicional colégio com sua capela. Aliás, esse local é cheio de histórias que você pode não conhecer ainda 😉

Foto: Sergio Bernardo/JC Imagem

POÇO DA PANELA: Pequeno bairro com um conjunto arquitetônico formado por casarões, sobrados, ruas de pedra, praças e a Igreja de Nossa Senhora da Saúde.

Foto: Igo Bione/JC Imagem


CASA DE ARIANO SUASSUNA/ CASA DE MIGUEL ARRAES
: Casas que pertenceram a personalidades estão entre outros sobrados e casarões históricos pelas ruas de pedra do bairro.

BAOBÁ DA ALMIRANTE TAMANDARÉ: Um dos maiores exemplares de baobá da cidade, fica perto de construções históricas e conjuntos de bares e restaurantes. Entre o Poço e Santana, tem um roteiro incrível de baobás.

MUSEU DO HOMEM DO NORDESTE: Importante museu antropológico dedicado à formação do Nordeste do Brasil. Em seu complexo há cinema com programação de filmes de arte, café e centro de pesquisas.

Foto: Muhne/divulgação