Duas exposições que tratam sobre questões da contemporaneidade podem ser visitadas neste fim de semana em Casa Forte e Parnamirim. Enquanto a exposição “As Bandeiras da Revolução: Pernambuco 1817-2017” deixa a Galeria Massangana, na Fundação Joaquim Nabuco, “Verdades Cretinas”, de Valmir Moura, entra em cartaz no Museu Murillo La Greca.

Em meio à polêmica demissão de funcionários, a Fundaj sedia neste sábado, a partir das 16h, uma roda de conversas entre artistas, ativistas e o público, dentro da programação de encerramento da mostra “As Bandeiras da Revolução: Pernambuco 1817-2017”.

O tema da discussão será sobre quais as “bandeiras” que estão sendo levantadas neste momento político do Brasil e a importância do ativismo nas artes.

Servidores denunciam perseguição e demissões na Fundaj

Estarão presentes o curador da exposição, Moacir dos Anjos, a fotógrafa Ana Lira, que fez uma oficina durante a mostra, e integrantes do coletivo Sentir Insurgente, entre outros artistas. A visitação termina no domingo.

No Museu Murila La Greca, o sábado é dia de inauguração da exposição “Verdades Cretinas”, do arquiteto e ilustrador Valmir Moura. Na mostra, ele convida o público a interagir com um varal de imagens. A ideia é questionar se conseguimos respeitar e tolerar o pensamento do outro.

Serviço

As Bandeiras da Revolução: Pernambuco 1817-2017
No sábado, a visitação acontece das 13h às 17h, com a roda de conversa começando às 16h. No domingo, encerramento da mostra, a visitação vai das 13h às 17h. A Galeria Massangana fica na Fundaj, na Avenida Dezessete de agosto, 2187, Casa Forte.

Exposição Verdades Cretinas
A visitação abre no sábado e segue até o dia 10 de março. De terça a sexta-feira é de 9h às 12h e das 14h às 17h. No sábado e no domingo é das 15h às 18h. O Museu Murillo La Greca fica na Rua Leonardo Bezerra Cavalcante, 366, Parnamirim. Mais informações: 3355-3129.