Já faz algum tempo que a principal forma de interação de qualquer pessoa que quer fazer alguma coisa – seja vender um produto, propor uma ideia, distribuir um conteúdo – são as redes, as redes sociais, os sites, os blogs, os sistemas de comunicação… É claro que a rede vai ser importante nas eleições deste ano no Brasil. Mas a rede sozinha não convence ninguém!

O que convence as pessoas a mudarem de posição são argumentos convincentes de outras pessoas ou de instituições em rede. Qual a porcentagem de eleitores brasileiros que as redes sociais conseguirão mobilizar de uma posição A para uma posição B? Ou seja, de “não vou votar de jeito nenhum” para “vou votar porque alguém me convenceu disso nas redes sociais”, por exemplo?

As redes sociais e a internet devem afetar bem menos que 10% dos votos! Talvez até menos de 5%. Isso é importante? Sim! Isso pode até ser decisivo em caso, por exemplo, de um segundo turno.

Na segunda (23), estreei a coluna Inovação no programa Radar, com Wagner Gomes, na Rádio Jornal. Você acompanha ao vivo todas as segundas às 19h20, e o material ficará disponível também no PorAqui.

VEJA TAMBÉM:

A Internet, Afogada. E não só.

Inovação

Como o digital está mudando e vai mudar o mundo nos próximos 5, 10, 15 anos nessa espécie de FUTURO LOGO ALI, futuro de curto prazo que todo nós viveremos? A coluna Inovação vai tratar desse assunto.

A transformação digital é um dos principais vetores desse processo de mudança de comportamento de empresas, governos, pessoas, sociedades, mercados…

Esse presente digital causado pela maturidade dos investimentos em tecnologia de computação e comunicação dos últimos 40 anos, basicamente desde o meio da década de 70 pra cá, criou um ambiente universal em que todo mundo está imerso, sejam pessoas ou organizações.