Olhando para Maria Carolina de Sá é difícil imaginar a história por trás do ateliê de bolsas e acessórios que leva seu nome. Formada em Design de Moda pela Faculdade Boa Viagem, ela mora no Rosarinho, pertinho do Mercado da Encruzilhada, e conta que sua empresa nunca teria surgido sem a troca que ela teve desde muito nova com os artesãos e sapateiros que atuam nesses espaços e nos bairros populares do Recife.

“Eu sempre quis ser estilista e tinha o hábito de fazer o croqui, ir nas Casas José Araujo comprar o tecido e levar na costureira. Só que não fazia só isso, comprava linha na mesma cor, ia na Encruzilhada para cobrir o botão”, lembra, explicando que seu pai sempre teve o hábito de levá-la para os mercados de Casa Amarela, São José, da Madalena e do bairro onde mora atualmente e onde produz as bolsas do Atelier Maria Carolina.

Pequena e prática lista para consertar (quase) tudo na Encruzilhada

Foto: Divulgação/Atelier Maria Carolina

Ela é bem sincera ao dizer que “se não fossem esses senhores que trabalham com bolsas há 40 anos, eu não teria chegado até aqui”. E lembra que a primeira criação foi feita com ajuda de Seu Deu, que trabalha no Mercado de Casa Amarela. Hoje, ela ainda recorre ao serviço de alguns desses profissionais, mas em sua casa tem todo o equipamento profissional para fazer os protótipos das bolsas e acessórios.

A necessidade de lembrar a história de quem a influenciou parece estar no íntimo de Carol. Afinal, ela conta que não chegou a conhecer sua avó, a modista Ozite de Sá, mas que recebeu sua influência nas fotos, recortes de jornal e nas revistas de cinema e de moda colecionadas pela sua inspiradora.

Foto: Divulgação/Atelier Maria Carolina

Como Ozite faleceu na mesma época que Maria Carolina nasceu, ela acha que sentiu uma necessidade de sua avó se fazer presente na sua vida. Carol nutre especial carinho pela Refazenda, da estilista Magna Coelli, que era amiga da sua avó Ozite de Sá. Assim como respeita demais nomes como o de Marcílio Campos e Nicia Barbalho, que fazem parte da história da moda em Pernambuco.

A designer de moda quer abrir um espaço para seu ateliê ainda neste fim de 2017 e não nega sua ligação com a Zona Norte – o espaço será aqui pela região. Porém, atualmente, para comprar as bolsas do Atelier Maria Carolina só em Boa Viagem, no Quarto Secreto, ou  pela loja online.

Conheça o Quarto Secreto que reúne roupas e acessórios de designers locais