Na espaçosa casa de número 947 da Estrada de Belém, em Campo Grande, funciona há quase seis anos a Appenini Gourmet. Começou como uma sorveteria: tanto para os clientes do balcão, quanto para outros restaurantes e festas. De uns tempos para cá, foi se diversificando. Primeiro vieram os lanchinhos salgados e cafés. Depois, jantar (coisa leve, como crepes e sopas). E agora a Appenini também conta com um cardápio de almoço.

Leia também
Reteteu tem prato executivo de segunda a sexta e ambiente pet friendly

Na movimentada vizinhança, o diferencial que a Appenini traz são os “pratos de shopping”. Daqueles que não são PF, nem self service: o cliente escolhe uma carne e os três acompanhamentos que preferir. “É um tipo de serviço que não se tem nesta região”, comenta Leonardo Alves, um dos sócios do espaço. “É preço justo, montado de maneira rápida e o cliente pode variar”.

No cardápio tem peito de frango, carne de sol, maminha, filé mignon ao molho de gorgonzola, tilápia ao molho de maracujá e salmão em crosta de gergelim. Os preços variam de R$ 17,90 (peito de frango) a R$ 29,90 (salmão). A carne de sol sai por R$ 19,90 e a maminha por R$22,90.

É comida gostosa e servida rápida, com pratos de bom tamanho. Entre os acompanhamentos, destaque para o risi (arroz cremoso) de tomate seco (também tem de brócolis). Tem ainda batata ao murro, batata frita, saladas, feijão preto, purê de batata doce, legumes ao vapor, brócolis, entre outros acompanhamentos.

Nas sextas-feiras, além do cardápio normal, tem um prato regional por R$ 22. Mariscada, sinfonia marítima e rabada são alguns dos pratos que podem aparecer às sextas.

Fábrica de sorvetes

Você pode até nunca nem ter pisado na Appenini, mas possivelmente já tomou algum sorvete produzido na fábrica de lá. O local produz cerca de 2 mil litros por semana. “Nós fornecemos para as melhores casas da cidade”, se orgulha Leonardo, que cita vários estabelecimentos como Nez Bistrô, Villa Bistrô, Pontenova, A vida é bela, Lumiére Café, Sansa, Barchef, JoJo…

Parte dos sorvetes da Appenini. Fotos: Divulgação

A fábrica de sorvetes Appenini foi criada há mais de 20 anos pela mãe do outro sócio, Thiago Pinho, que herdou e ampliou a fabricação. “Conseguimos fazer sorvete de qualquer coisa”, conta Thiago, que cita a parceria com o Nez Bistrô na criação de um sorvete salgado de três tipos de mostarda. “Já fizemos também sorvetes de vodca, de macarrão, cachaça com hortelã, gengibre com capim santo. A gente vai construindo fórmulas para cada chef”, diz Thiago.

Esses sorvetes mais exóticos geralmente fazem parte de alguma receita e muitos ficam exclusivos dos restaurantes que fizeram o pedido. Mas há muita variedade na sorveteria do local. “A gente não tira nada do cardápio de sorvetes, só acrescenta”, diz Leonardo.

Uma das novidades é a produção de picolés da marca. São dois tipos: um vegano, que sai por R$ 3,50, e os com leite, por R$ 5. Já a bola do sorvete sai por R$ 8, duas por R$ 12 e três por R$ 15.

O local abre todo dia e tem horário gigante: das 11h às 21h45. Serve também para quem procura um lugar para comer alguma coisa e trabalhar, já que tem wi-fi grátis e tomadas perto das mesas.

Appenini Gourmet
📌Estrada de Belém, 947, Campo Grande
🗓Todos os dias das 11h às 21h45.
📞 (081) 3125-5103 (também tem delivery)