A casa é onde você sente-se em paz, o corpo e a alma são casa,  embora algumas vezes não estejam em sintonia um com o outro, mas quanto começam a se entender, há uma sensação de morada ou sossego.

Casa tem  um sentido  tanto físico quanto imaterial. No sentido físico, é seu lar composto de tijolos, paredes, colunas e vigas, mas também é subjetivo, você pode imprimir  sua personalidade, do tipo “essa casa tem sua cara”, que pode se revelar na escolha e disposição dos móveis e objetos, serão novos, antigos? Comprados em lojas de antiguidades ou frutos do design do século XXI? Podem ser as duas coisas também.

Casa também é uma rua, um parque, embaixo de uma árvore, onde seu espírito possa respirar profunda e lentamente, como dizem os sábios orientais.

E quando ocorre de você gostar tanto de um lugar, que se muda de casa  e permanece no mesmo endereço? Essa proeza aconteceu com essa que vos fala, era uma vez um prédio no reino encantado das Graças que ocupava duas ruas desse afetuoso bairro, que de tão afetuoso continua sendo meu lar.

Em busca de sentir mais ares de casa foi feita a mudança de móveis, corpos, almas, memórias, objetos e pertences colecionados nos anos que agora têm mais metros quadrados para se espalharem na dança das horas que chamam vida.

Vidas precisam de casa e aconchego, percebido na decoração do lar. Flores frescas podem ser colhidas no jardim, embelezar criados mudos e mesas laterais. Casa é onde você percebe a beleza nos detalhes, a simplicidade habita os cômodos, porque é preciso arrumar a casa para estar em paz consigo e com o mundo. Salve a casa-ninho, nome de batismo da minha casa.

Raiza Figuerêdo chegou ao mundo no verão de 1989, em Salgueiro, Sertão de Pernambuco. Nas curvas da estrada, foi descobrindo seus vários eus: escritora, psicóloga, cientista, professora e ainda outros. Tem buscado treinar o olhar para enxergar as pequenas grandes coisas do cotidiano, que coloca no ar em seu site e no canal que mantém no PorAqui, ‘Enquanto Caminho’. Mora nas Graças.

 

Os conteúdos publicados no PorAqui são de autoria de colaboradores eventuais e fixos e não refletem as ideias ou opiniões do PorAqui. Somos uma rede que visa mostrar a pluralidade de bairros, histórias e pessoas.