Se você é profissional liberal, já deve ter ouvido falar de espaços coletivos de trabalho, os coworkings. Nas Graças, existe o Workspot, que fica na Rua do Futuro. O PorAqui esteve lá e conversou com os sócios Manuella Lacerda e André Castro sobre as vantagens de se trabalhar num espaço assim.

1. Aumente sua rede de contatos

"O princípio fundamental do coworking é unir pessoas, fazer conexões. Aqui tem gente de todo tipo – advogados, arquitetos, jornalistas, engenheiros, gente de várias áreas. A ideia do coworking é não ter 'panelinhas', mas expandir os horizontes", explica André.

Todo mês, entre 40 e 60 pessoas dividem o espaço. No escritório principal, onde cabem 25 pessoas trabalhando simultaneamente, dá para fazer amizades enquanto toma aquele cafezinho. Não se esqueça de ter o cartão de visita sempre à mão. 

2. Happy hours com conteúdo que vão além da boa e velha cervejinha

Quinta-feira é dia de bate-papo, cerveja e comidinhas. Depois do expediente, um convidado vem falar de temas como cultura, empreendedorismo e inovação. Um DJ entra antes e depois da palestra para animar a turma. 

Só tem um problema: a atividade fica suspensa nos meses de chuva, pois o evento é ao ar livre. Detalhe: é aberto ao público, o que faz crescer ainda mais a chance de aumentar o networking.

3. Dê adeus a preocupações com wi-fi, aluguel, energia, faxina, funcionários…

Imagina se livrar daquelas contas que você teria caso mantivesse um escritório. No escritório coletivo, elas são divididas por todos os coworkers. Os preços dos pacotes vão de R$ 9 (a hora avulsa) a R$ 1.080 (com 240h). Serviços de recepção e copa também estão incluídos. 

4. Conheça novas pessoas (sempre)

Não vai dar para enjoar da cara do colega. A rotatividade de co-workers é grande, até porque ninguém passa 8h no escritório, direto, sempre tem alguma coisa pra ser resolvida na rua, um negócio pra fechar. Novas pessoas (e oportunidades de parceria) vão aparecer a todo instante.

5. Ganhe credibilidade

O corretor de imóveis e seguros André Silveira, usuário do Workspot, acredita que levar os clientes a um escritório de verdade – e não a cafés, como fazia- tenha dado credibilidade a seu trabalho. "Gerava um certa desconfiança marcar encontros em locais como cafeterias. Depois que comecei a frequentar o coworking, tenho negócio fechado em 90% das vezes", comemora.

O local também oferece salas de reunião e  serviços de endereço comercial  e fiscal. 

6. Trabalhe num ambiente familiar

O terreno onde fica o Workspot é de propriedade da família de  Manuella Lacerda desde 1964. O avô Pedro Silva comprou o imóvel e transformou em uma vendinha, mas também era endereço da família. Em 1990, o pai dela decidiu construir uma casa maior, derrubando a da frente, para abrigar os sogros, a mulher e as filhas. 

Em 2008, virou também escritório de arquitetura de Manuella e André, que, então, apenas namoravam. Manuella conta que, nessa época, a família morava na casa e o escritório tinha entrada independente. "Tinha semana que eu nem pisava na rua", lembra. 

Em 2013, decidiram transformar o espaço em coworking. "Queríamos trazer as pessoas para trabalhar com a gente", diz André.

"Existe todo um carinho. Quando tem evento, minha família vem, participa", conta Manuella, que diz que a avó, Maria Eunice, é uma grande entusiasta do projeto. "Ela está sempre nas festas que damos aqui", fala.

Essa coisa do espaço ter sido endereço da família por mais de 50 anos reverbera no cuidado que a dupla Manuella e André tem com o Workspot. 

"Hoje, aqui é o meu negócio, mas em pensar que há 53 anos, aqui era o negócio do meu avô, que  vendia galinha abatida,  frutas, ovos, isso pra mim é muito forte. Aconteceu muita coisa boa nessa casa. O que eu desejo é que cada profissional  que venha trabalhar aqui  sinta essa energia e que ele cresça como nós crescemos, enquanto arquitetos, enquanto Workspot", diz Manuella, emocionada.

Nos anos 60, o avô de Manuella tinha uma vendinha onde hoje fica o Worskpot (Foto: acervo pessoal)

Workspot
Rua do Futuro, 564 – Graças
(81) 3241-9013 e 3241-7105


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android iOS

Sugestões e colaborações: gracas@poraqui.news ou (81) 9.8173.9108 (WhatsApp)